Fale Conosco

29 de outubro de 2014

Audiência pública discute implantação da fábrica da Votorantim Cimentos em Caaporã



A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema) e a Votorantim Cimentos realizam, nesta quinta-feira (30), audiência pública para apresentação e discussão do Estudo e do Relatório de Impacto Ambiental para a construção da nova fábrica de cimento em Caaporã, na Zona da Mata Sul da Paraíba. O evento acontecerá no Auditório da Secretaria Municipal de Educação de Caaporã, às 9h.

A audiência pública tem como objetivo principal mostrar à população os impactos no meio ambiente decorrentes da implantação do empreendimento e os benefícios que a nova unidade fabril deverá garantir à região. Para a realização da audiência pública, estarão presentes representantes da empresa e do órgão ambiental, além de representantes da comunidade, moradores e autoridades públicas locais.

De acordo com Edvaldo Rabelo, Diretor Executivo Global de Energia, Sustentabilidade e Segurança da Votorantim Cimentos, a estrutura logística oferecida pela Paraíba e os incentivos fiscais foram os principais fatores para a atração da nova fábrica. “A estrutura logística do Estado, que conta com o Porto de Cabedelo, o crescimento expressivo do mercado na região Nordeste e parceria do governo, por meio da concessão de incentivos fiscais, foram alguns dos fatores determinantes para que a Paraíba fosse escolhida para a instalação de uma nova unidade fabril da Votorantim Cimentos”, afirma.

A unidade industrial da Votorantim é uma das quatro novas fábricas de cimento que estão sendo implantadas na Zona da Mata Sul da Paraíba. As outras são: Elizabeth (Alhandra), Brennand (Pitimbu) e Intercement (Conde). Além disso, a Lafarge está expandindo sua unidade de Caaporã.

A expectativa é que nos próximos dois anos, a Paraíba quadruplique sua produção de cimento, alcançando a marca de 10 milhões de toneladas por ano e o posto de segundo maior produtor do país. O novo polo cimenteiro deve resultar em um acréscimo de aproximadamente 6 mil empregos diretos e indiretos na região.