Fale Conosco

7 de março de 2013

Atividades do 8 de Março destacam conquistas das mulheres



A Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (Sedh) realiza uma série de atividades alusivas às comemorações do Dia Internacional da Mulher. As ações têm o objetivo de sensibilizar usuários dos programas coordenados pela Sedh, além dos funcionários que atuam nos serviços oferecidos, sobre as conquistas e ações para garantir os direitos das mulheres.

Os Centros Sociais Urbanos (CSUS), vinculados à Sedh, programaram feiras de artesanato, mostras e apresentações para comemorar o Dia da Mulher. Os Centros participam também da Feira do Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente (Cendac), que teve início nessa quarta-feira (6). Na sexta (8), a Feira será instalada na sede da PBTur, a partir das 14h.

Os grupos de idosos que se reúnem nos CSUs também realizam atividades diversificadas com apresentações culturais e palestras que informam sobre os direitos da mulher. Cada Centro Social Urbano oferece, durante todo o ano, cursos profissionalizantes que atendem principalmente mulheres.

Creas alertam contra violência – Já os 20 Centros de Referência Especializados de Assistência Social (Creas), também coordenados pela Sedh, estão oferecendo material didático com informações sobre o que fazer em casos de violência contra a mulher. A equipe de cada Creas organizou uma comemoração de acordo com as necessidades da localidade.

No Creas de Salgado de São Félix, em parceria com o município de Mogeiro, que é atendido pela unidade, será realizada uma Feira Expositiva em alusão ao Dia da Mulher, nesta sexta-feira (8).

“As relações humanas e sociais como um todo serão abordadas pelos Centros de Referência de Assistência Social nos municípios que estão promovendo essas atividades com diferentes tipos desde palestras, rodas de diálogos e assim por diante. É importante porque os Creas são a porta de entrada das denúncias de mulheres que sofrem violência, todo tipo de abuso físico e moral”, destaca a secretária da Sedh, Aparecida Ramos.

Ela ressalta ainda que em cada Creas existe uma equipe de assistente social, psicólogo e advogado para dar suporte às vítimas de qualquer tipo de direito violado e de lá saem os encaminhamentos necessários.

Técnicos participam de palestra – Ainda nesta sexta-feira (8), no Centro de Lazer Padre Juarez Benício (Cejube), localizado no Colinas do Sul, em João Pessoa, os técnicos da Sedh terão acesso a uma palestra sobre o papel da mulher à frente das atividades.

“Nós também vamos nos reunir com os técnicos da própria Secretaria para uma atividade em que iremos discutir o papel da mulher nas diversas áreas de atuação. Estamos em uma Secretaria que é muito feminina, a predominância é de mulheres, então precisamos aprofundar a nossa experiência no mundo profissional, mas também no mundo afetivo”, disse.

A secretária Aparecida Ramos acrescentou também que “o 8 de março é caracterizado no Estado da Paraíba, como um momento que aprofunda discussões, principalmente, sobre a violência que ainda assusta. Desta forma a gente talvez possa compreender e fazer que a sociedade compreenda que o desenvolvimento de um país, seja ele econômico ou social, mede-se pelo grau das relações dos gêneros que ele estabelece”.