João Pessoa
Feed de Notícias

Atendimentos no Hospital Regional de CG ultrapassam 11 mil, em maio

quarta-feira, 9 de junho de 2010 - 11:25 - Fotos: 
Foram realizados no HRCG no mês de maio, 11.167 atendimentos a pessoas nas mais variadas especialidades. O número superou o mês anterior quando foram registrados 10.172 atendimentos.
     
Único hospital público a dispor de médicos plantonistas em todas as especialidades, o Hospital Regional atendeu em maio pessoas de mais de 180 municípios paraibanos e até de outros estados como, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará. A média de atendimento diário girou em torno dos 300 procedimentos, mas teve dia que ultrapassou os 400 procedimentos. O dia em que foi registrado maior fluxo de pessoas foi 18 de maio.
             
Do total de atendimentos registrados em maio, 4.361 foram realizados na parte Clínica; 2.828 na Ortopedia, 1.712 na Pediatria; 1.992 na Cirurgia e 274 outros procedimentos. Pelo 17º mês seguido, os acidentes de motos lideraram de forma assustadora as estatísticas do HR. Ao todo, 605 pessoas foram atendidas no Hospital Regional em decorrência de acidentes de motos. O número foi maior do que todos os demais meses do ano.
      
O levantamento, coordenado por Jacira Leal Farias, revelou ainda que os casos de intoxicação continuam crescendo. Somente em maio foram realizados 221 atendimentos a pessoas intoxicadas.  O número também foi recorde se comparado com os outros meses do ano.
       
As mordidas de cachorro apareceram em terceiro lugar das estatísticas. Em maio foram registrados 98 atendimentos a pessoas vítimas de mordidas de cachorro. Com as proximidades dos festejos juninos, os casos de queimaduras já registram crescimento. Em maio, foram 72 casos. Nos primeiros 10 dias de junho, a Unidade de Queimados já atendeu quatro crianças queimadas por fogos de artifício.
       
O Hospital Regional de Emergência e Trauma registrou ainda em maio conforme apontou o relatório, 45 atendimentos a pessoas feridas a facadas; 43 em decorrência de  tiros;  29 casos decorrentes de acidentes de carro; 73 acidentes de bicicletas, 54 atropelamento, 37 picadas de cobra, 61 picada de escorpião, 59 envenenamento e ingestão de medicamentos; 59 agressões e espancamentos, e 1.889 cortes e outros acidentes.
                
Mais uma vez 60% dos pacientes atendidos no Hospital Regional foram oriundos de Campina Grande. Muitos usuários que receberam assistência médica em maio vieram de cidades próximas como Lagoa Seca e Queimadas e distantes a exemplo de Patos, Sousa, Pombal, Cajazeiras, Catolé do Rocha, e até de municípios de outros estados como Rio Grande do Norte e Pernambuco.
               
Nos cinco primeiros meses de 2010, quase 50 mil pessoas já foram atendidas no Hospital Regional.  Em janeiro foram realizados 10.193 atendimentos, contra 9.609 em fevereiro 11.204 em março 10.172 em abril contra 11.167 atendimentos registrados em maio. Mantido pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Saúde o Hospital Regional é referência no atendimento de urgência e emergência para Campina Grande e mais180 municípios paraibanos e até de outros estados.
 
Da Assessoria de Imprensa do Hospital Regional