João Pessoa
Feed de Notícias

Atendimento será realizado para apenados do Programa Brasil Alfabetizado

quinta-feira, 20 de maio de 2010 - 14:14 - Fotos: 
O Governo do Estado vai estender a ação do programa federal ‘Olhar Brasil’ para os presídios de João Pessoa. O atendimento será realizado na próxima quinta-feira (27) e na terça-feira (1º) para os apenados matriculados no Programa Brasil Alfabetizado, do Ministério da Educação, e que cumprem pena no Presídio Sílvio Porto, em Mangabeira, e no Instituto de Psiquiatria Forense, mais conhecido por Manicômio Judiciário, na Avenida Pedro II, no Centro da Capital.  Desde que foi implantado na Paraíba, no dia 2 de julho do ano passado, o ‘Olhar Brasil’ já realizou 67 mil atendimentos e entregou aproximadamente 40 mil óculos aos estudantes da rede pública de ensino, com idade acima de 15 anos e que fazem parte do Brasil Alfabetizado.

Na duas unidades prisionais de João Pessoa serão atendidos setenta detentos, sendo quarenta do Sílvio Porto e trinta do Manicômio Judiciário. A coordenadora operacional do projeto do Olhar Brasil, da Secretaria de Estado da Saúde (SES), Mônica Paiva Fialho Carneiro Braga, explicou que, desde o ano passado, a SES estava mantendo entendimentos com a Secretaria da Administração Penitenciária para levar o projeto até os presídios.

Para que o ‘Olhar Brasil’ chegasse ao sistema penitenciário, uma funcionária da Atenção Básica da SES foi capacitada para tirar o cartão do SUS de todos os presos, que é um dos principais requisitos para a pessoa ter acesso ao projeto. “O documento foi providenciado e agora vamos atender nesses dois presídios”, afirmou Mônica Paiva. Ela disse que nessas duas unidades prisionais o atendimento será iniciado às 9h e os detentos terão direito à consulta oftalmológica e receberão os óculos.

Mônica Paiva explicou que a Secretaria da Administração Penitenciária está fazendo um levantamento das outras unidades prisionais da Paraíba para saber a quantidade de presos que fazem parte do Programa Brasil Alfabetizado para eles também possam ser beneficiados pelo projeto ‘Olhar Brasil’. “Para o preso  ter acesso ao projeto, basta apenas  que ele faça parte do programa Brasil Alfabetizado e tenha o cartão do SUS, conforme orientação do coordenador nacional do Projeto, Mário Silva, e se ele não tiver esse documento a gente providencia”, garantiu.

O ‘Olhar Brasil’ foi criado em 2007 pelo Governo Federal e tem o objetivo de diagnosticar erros de refração (dificuldade de enxergar) nos estudantes da rede pública de ensino, evitando a evasão escolar. As ações são executadas pelas secretarias de Estado da Saúde (SES) e de Educação, com o apoio das prefeituras municipais. A Paraíba foi o quarto estado brasileiro a iniciar os atendimentos. Nessa primeira fase do programa, está sendo desenvolvida uma estratégia emergencial de implementação das ações para o  atendimento dos estudantes do Brasil Alfabetizado, da região Nordeste e Amazônia Legal.

Da Assessoria de Imprensa da SESPB