João Pessoa
Feed de Notícias

Atendimento será dedicado a mães em fase de amamentação

segunda-feira, 16 de novembro de 2009 - 15:35 - Fotos: 
A Paraíba é o único Estado brasileiro com um projeto de incentivo ao aleitamento materno para o turista, segundo a técnica da área de Processamento de Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano, Danielle Aparecida da Silva. Ela compôs a mesa de abertura do Curso de Formação de Multiplicadores para o Processamento e Controle da Qualidade em Bancos de Leite Humano para nove técnicos de bancos de leite humano no Nordeste, na manhã desta segunda-feira (16), no Hotel Xênius na capital.

O projeto desenvolvido pelo Banco de Leite Humano Anita Cabral (Blhanc) da Maternidade Frei Damião hoje conta com a adesão de quatro hotéis e a meta é ampliá-la para mais dez hotéis até o final deste mês.

Segundo a diretora do Blhanc, Socorro Amaro, o objetivo do atual governo é aprimorar o projeto que funcionava de forma precária na gestão anterior e consiste em prestar assistência as mães turistas com problemas decorrentes na fase do aleitamento materno, como o ingurjitamento mamário que provoca o endurecimento das mamas, como também vermelhidão e febre. “Nós deslocamos uma equipe para prestar assistência tão logo haja um chamado do hotel”, informou. Ela adiantou que após o treinamento dos hotéis que serão atendidos, eles ganharão um selo identificando o credenciamento ao banco de leite.

Iniciativas como estas da Paraíba tem chamado a atenção de Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano que adotou o Estado como pólo multiplicador de conhecimento na área. Segundo a técnica do Banco de Leite da Maternidade Escola Assis Chateaubriand da Universidade Federal do Ceará, Marly Vieira Peixoto, a Paraíba hoje tem um modelo em incentivo ao aleitamento materno para os outros Estados, porque existe um secretário de Estado da Saúde comprometido com este tipo de iniciativa. “Com este treinamento espero contribuir para a rede melhorar a cobertura de bebês assistidos com leite materno”, disse.

A pediatra e neonatologista Ionise Barbosa Simões de França foi a primeira pessoa da mesa a falar na abertura do evento, e lembrou que na condição de médica tinha a certeza de receber um leite de qualidade, certificado pelo Banco de Leite Humano Anita Cabral para salvar a vida de bebês que vivem nas Unidades de Terapia Intensivas das maternidades por onde presta plantão. “Além de trabalhar com o leite humano das unidades coordenadas pelo Anita Cabral, virei uma entusiasta do programa”, lembrou.

Socorro Amaro disse que o Governo do Estado através da SES abrirá até  dezembro do próximo ano mais dois bancos de leite humano em Guarabira e Monteiro e 13 postos de coleta em áreas de abrangência dos 21 municípios com alto índice de mortalidade infantil. A ação da Secretaria de Estado da Saúde faz parte do pacto para a redução da mortalidade infantil.

Atualmente a Paraíba conta com cinco bancos de leite humano e 12 postos de coleta. “O Direito de ser amamentada é uma garantia de milhares de recém-nascidos e crianças paraibanas, graças às ações que vem sendo desenvolvidas com a estruturação dos serviços e capacitação dos profissionais envolvidos na área”, lembrou Socorro Amaro.

Segundo Danielle Aparecida da Silva, da área de Processamento da Rede BLH, antes de garantir a qualidade do produto, a rede busca garantir a qualidade dos serviços e profissionais. “Com o treinamento vamos dividir os conhecimentos e capacitar mais pessoas que vão atuar nos novos bancos de leite para atender 100% das crianças com leite materno”, informou.

A Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano vai possibilitar no próximo ano, o ensino à distância para as pessoas que residem nas áreas de difícil acesso.

A abertura do Curso de Formação de Multiplicadores para o Processamento e Controle da Qualidade em Bancos de Leite Humano contou com a apresentação do Coral Unigente com 60 componentes que sob a regência da maestrina Socorro Estrela entoou um repertório com três músicas, como: ‘Doação’, uma paródia da música ‘Fada’ de Victor e Léo que aborda a importância do aleitamento materno; ‘Paz pela paz’ de Nando Cordel e ‘Cuide-se bem’ de Guilherme Arantes.

A mesa de abertura do treinamento foi composta pela pediatra Ionise Barbosa Simões de França, diretora do Banco de Leite Humano Anita Cabral, Socorro Amaro, gerente operacional do Ciclo da Vida da SES, Cristina Kátya Torres, técnica da área de Processamento da Rede BLH, Danielle Aparecida da Silva e diretora administrativa da Maternidade Frei Damião, Maria Elba Medeiros Finizola.  

Da Assessoria de Imprensa da SES-PB