Fale Conosco

26 de outubro de 2012

Atendimento de saúde nas unidades socioeducativas é tema de encontro na Fundac



Discutir a implantação de melhorias no atendimento à saúde dos jovens que cumprem medida socioeducativa nas unidades do Estado. Esse foi o objetivo de um encontro, na sexta-feira (26), que reuniu representantes da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente da Paraíba (Fundac), técnicos das Secretarias de Saúde do Estado e municípios,  além da diretoria do Conselho Regional de Enfermagem (Coren-PB) na Fundac.

Para se adequar às exigências do Sistema Nacional de Atendimento Socioeducativo (Sinase), que entrou em vigor em abril passado, a Fundac está construindo o Plano Operativo Estadual (POE) em conjunto com a Secretaria de Saúde do Estado e em articulação com as secretarias de saúde dos municípios onde funcionam as unidades. O POE aponta diretrizes para a implantação e implementação da atenção à saúde dos adolescentes em conflito com a Lei, de acordo com a Portaria Interministerial n. 1426/2004.

Na reunião, foi apresentada a Portaria e o andamento para a efetivação. Também ficou estabelecido, junto ao Coren, que a Fundação, juntamente com as Secretarias de Saúde, vai apresentar um projeto com metas de curto, médio e longo prazos para melhorar a prestação de serviços de atendimento de saúde pelos profissionais de enfermagem, enquanto o POE está sendo construído.

A presidente da Fundac, Cassandra Figueirêdo, disse que a reunião serviu para um melhor entendimento entre a Fundação e o Coren, tanto para as questões que envolvem o profissional de saúde como para o esclarecimento sobre a complexidade e especificidade do trabalho da entidade. “O que só vem fortalecer o desenvolvimento do atendimento socioeducativo, prestado por nossa instituição. Estamos, junto com o Coren, buscando uma adequação necessária dentro da estrutura atual das nossas unidades que venha atender às necessidades do profissional de saúde e dos nossos adolescentes e jovens”, explicou a presidente.

A parceria com o Coren e com as secretarias de saúde vai viabilizar essas ações que deverão ter, entre outros, o objetivo de estimular a melhoria das relações interpessoais e o fortalecimento das redes de apoio aos jovens e familiares, como também a inclusão de serviços de proteção e prevenção de doenças, recuperação da saúde e cuidados especiais em saúde mental, sexual e reprodutiva.