Fale Conosco

11 de maio de 2012

Artistas e amigos se reúnem para Tributo a Marinês em Campina Grande



Há cinco anos, a música brasileira perdia Marinês, mas o legado da artista continua vivo. Na memória popular, as canções eternizadas pela sua voz continuam, igualmente, vivas, dando-lhe lugar cativo na história da música brasileira. Para homenagear a “rainha do xaxado”, artistas, fãs e amigos estarão reunidos nesta segunda-feira (14), às 19h30, no Teatro Municipal Severino Cabral, em Campina Grande, para um tributo à cantora. O evento tem apoio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult) e Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc).

“Essa homenagem apresenta-se com as cores da alegria e da beleza, mesmo porque lembrar a ‘grande mãe’, como a chamava Gilberto Gil, é lembrar da primeira artista nordestina que transpôs as muralhas do universo fonográfico para compor, junto a Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro, as bases referenciais da música nordestina, alçadas ao patamar nacional”, classifica o sociólogo Noaldo Ribeiro.

No Tributo a Marinês, pernambucana que escolheu a Paraíba, e em especial Campina Grande, como seu porto seguro, juntam-se não apenas os artistas de peso do forró, mas a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba, na junção que universaliza o patrimônio poeticamente cantado por Marinês e por toda sua gente.

Roteiro - O tributo, composto por dois atos, terá a Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba com participação de Sandra Belê. O repertório inclui “Campina Grande” (José Orlando), “Saudade de Campina Grande” (Rosil Cavalcanti), “Meu Cariri” (Rosil Cavalcanti), “Asa Branca” (Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira) e “Aquarela Nordestina” (Rosil Cavalcanti).

O segundo ato terá a participação dos cantores Wilma (cantando “Maria Marinês”, de Marcelo Lancelott e “Rompeu Aurora”, de Antônio Barros), Jeito Nordestino (cantando um pout pourri), Sussa de Monteiro (com as músicas “Por Debaixo dos Panos”, de Cecéu e “Quadrilha é Bom”, de Zé Dantas). Fechando a noite, o músico Amazan vai interpretar “Rainha do Nordeste”, de sua autoria, e “O Fole Roncou”, de Nelson Valença/Luiz Gonzaga.

A entrada é um quilo de alimento não perecível que será doado a instituições filantrópicas de Campina Grande (Gapo e Lar de Maria). A troca já pode ser realizada no Teatro Municipal.

Serviço

Evento: Tributo a Marinês

Data: 14 de maio

Hora: 19h30

Local: Teatro Municipal Severino Cabral, Campina Grande