João Pessoa
Feed de Notícias

Artesãs do XI Salão de Artesanato Paraibano serão homenageadas

sábado, 16 de janeiro de 2010 - 13:44 - Fotos: 

Encerrando a temporada do XI Salão de Artesanato Paraibano, o Programa Estadual de Políticas para Mulheres (PEPM) realizará, na noite deste sábado (16), a partir das 18h, uma homenagem às artesãs participantes do evento, no Espaço Cultural José Lins do Rego.

Na oportunidade, as gestoras Marielza Targino, Coordenadora do Programa do Artesanato Paraibano, e Douraci Vieira, Gerente do PEPM, estarão parabenizando e agradecendo às artesãs e artesãos presentes no Salão pela participação em mais uma atividade importante para o desenvolvimento da Paraíba. A mestra Zefinha, homenageada desta 11ª edição do Salão de Artesanato, será mais uma vez reverenciada em nome de todas as mulheres produtoras, pela dedicação de sua vida à arte em fibras, produzida por ela e pelo seu grupo no município de Pitimbú.

Esta artesã, há 42 anos, oferece seu exemplo de empreendedorismo e responsabilidade social, repassando seus conhecimentos e sabedoria a várias comunidades em todo o Estado da Paraíba.

Durante a programação, o grupo de dança popular Aruandi, do município de Pitimbú, fará uma participação especial e, logo em seguida, subirá ao palco o grupo de chorinho Luar do Sertão, de João Pessoa, que animará os/as participantes do Salão.
 
Apoio às artesãs - Desde a abertura do XI Salão de Artesanato, em 17 de dezembro, o Programa Estadual de Políticas para Mulheres mantém um stand de apoio para as visitantes e, principalmente, para as expositoras, já que mais de 90% dos grupos participantes do Salão de Artesanato são constituídos por mulheres. O PEPM realizou reuniões com as artesãs, explicando as funções e atividades do organismo, colocando os serviços à disposição de todas elas e incentivando as mesmas a discutirem sobre as políticas para as mulheres nos seus municípios.

“O Salão está sendo um espaço importantíssimo para fortalecermos as relações com os grupos produtivos e, a partir daí, daremos continuidade ao trabalho de apoio às artesãs e ao fortalecimento à economia solidária, gerando renda e produzindo desenvolvimento”, anuncia Douraci Vieira. As participantes do evento já confirmaram sua presença na Feira das Mulheres Produtoras, dentro da programação de março, mês em que se comemora o Dia Internacional da Mulher.

Através da intersetorialidade com a Secretaria Estadual de Turismo e Desenvolvimento Econômico, contando com o apoio da FAC e da Secretaria de Segurança, o PEPM também promoveu atividades de lazer e cuidados corporais, a exemplos city tours pela cidade, já que muitas das profissionais que vieram de outros municípios ainda não tinham tido a oportunidade de conhecer os pontos turísticos e históricos da capital paraibana. Também foram oferecidas sessões de massagens, para aliviar as tensões e o cansaço provocados pelo trabalho que elas desempenham e por estarem 30 dias distante de seus familiares.

Resultados – Mesmo ainda faltando dois dias para o encerramento do Salão, a meta de R$ 1 milhão em negócios gerados já foi alcançado, de acordo com a Gestora do Artesanato Paraibano, Marielza Targino. “Sempre enxerguei o artesão e a artesã como empreendedores/as e um evento como esse Salão traz uma nova visão de negócios, porque o produtor entra em contato direto como cliente para negociações, sem atravessador, tendo assim mais oportunidades para vendas diretas, além de encomendas a médio e longo prazos”, explica. Marielza enfatiza ainda a importância da troca de experiências e a preservação da cultura popular.

O Salão de Artesanato, que irá até esse domingo (17), está contando com cerca de 500 expositores e expositoras, representando quase cinco mil artesãos e artesãs de todo o estado.

Fabiana Nóbrega, Assessoria de Imprensa da Casa Civil