João Pessoa
Feed de Notícias

Artesanato da Paraíba encanta expectadores no desfile de Ronaldo Fraga no SPFW

quinta-feira, 16 de abril de 2015 - 18:12 - Fotos:  Divulgação

Sob a trilha das músicas de Dorival Caymmi, modelos ganharam as passarelas do São Paulo Fashion Week (SPFW), em São Paulo, nesta quarta-feira (15) utilizando as biojoias produzidas pelas artesãs do Projeto Sereias da Penha, de João Pessoa, durante o desfile do renomado estilista Ronaldo Fraga. O sucesso do desfile pode levar o artesanato da Paraíba a ser comercializado em espaços destinados a lojistas dentro do evento nas próximas edições.

Colares, flores, bordados e redes confeccionadas com escamas de peixe camurupim – que antes eram descartadas no lixo – foram aplicadas em crochê, tricôs e em peças com malha de Ammi Soul Eco, primeiro fio biodegradável do mundo que se decompõe de maneira rápida ao ser excluído em aterros sanitários.

A gestora do Programa de Artesanato da Paraíba, Lu Maia, fez questão de presenciar o desfile ao lado das artesãs. “Fui muito bem recebida pelo Ronaldo, tivemos a oportunidade de conversar sobre o Salão de Artesanato da Paraíba, o qual ele poderá nos assessorar com a apresentação de um projeto. A experiência foi extremamente válida, estive  perto do mundo da moda e dos negócios, bem como as próprias artesãs que se estimularam para alavancar o empreendedorismo e a independência financeira”, disse Lu.

Ela acrescentou ainda que fez contato com a produção do SPFW para que o artesanato da Paraíba possa ser comercializado em espaços destinados a lojistas dentro do evento nas próximas edições. “As pessoas ficaram encantadas com as nossas biojoias pela criatividade empregada, elegância e aproveitamento de matéria-prima que antes iam parar no lixo”, adiantou a gestora.

O cenário do desfile foi produzido com o auxílio de cerca de 30 mulheres vestidas de sereias, com o busto à mostra e espelhos na mão, de várias idades e profissões, sentadas sobre pneus e um mar de plástico de bolhas. A luz escura serviu para se contrapor ao desfile dourado e de cores neutras produzidas pelo estilista. Durante alguns meses Ronaldo desenvolveu uma pesquisa completa no Estado com o auxílio do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP) e entidades afins para compor toda a coleção intitulada “Sereias da Penha”.

O estilista informou que orientou as artesãs não tingirem o material que apareceu bordado em vários looks aparentando um efeito madrepérola. Já a utilização das sereias do mundo real serviu para chamar a atenção da democratização da beleza sem regras, padrões, e o alerta à crescente poluição ambiental.  Na coleção havia tons de nude, bordados com paetês de escamas de peixe e pérolas levando para o próximo verão a intenção de corpo delineado, cintura marcada e decotes profundos.

A direção criativa foi de Ronaldo Fraga; a beleza de Marcos Costa; trilha sonora de Ton Garcia; direção de desfile de Roberta Marzolla e cenografia e inspiração de Clarissa Neves e Paulo Waisberg. A finalização do desfile ocorreu com a Oração de Mãe Menininha, com Maria Bethania e Ivone Lara.