João Pessoa
Feed de Notícias

Arraial da Funad reúne usuários e familiares para festejos juninos

quarta-feira, 20 de junho de 2012 - 09:30 - Fotos: 

O pátio da Fundação Centro Integrado de Apoio à Pessoa com Deficiência (Funad) ficou lotado, na tarde desta terça-feira (19), para as comemorações juninas que reuniram usuários, familiares, servidores e comunidade em geral. Xaxado, quadrilha, manifestações folclóricas e forró fizeram parte da programação do evento, além de sorteio de brindes e comida típica. Na festa, que homenageou Luiz Gonzaga, os usuários estiveram bem envolvidos, desde os ensaios de dança e até à execução de adereços.

Segundo a presidente da Funad, Simone Jordão, a participação dos familiares nos eventos organizados pelo órgão é muito importante. Ela afirma que mais de 80% dos acompanhantes dos usuários da Fundação são de mães. Por isso, em 2011, foi criado o projeto “Produzindo Esperança”, visando realizar um trabalho envolvendo estas acompanhadoras. “O objetivo principal é fazer com que estas mães se tornem proativas. Na maioria das vezes, elas deixam seu trabalho, estudos e outras atividades para acompanhar e ajudar o filho com deficiência”, disse Simone. Deste projeto, surgiram vários frutos, incluindo a participação das mães em feiras estaduais de artesanato.

A presidente informa que a Funad – por ser referência estadual e também nacional em reabilitação de pessoas com deficiência – possui, no momento, vários projetos e novidades em andamento que devem ser anunciados em breve. Segundo Simone Jordão, em 2011, houve um aumento no número de usuários, implantação de projetos e melhorias nos serviços, além da preocupação do Governo em fortalecer a política de deficiência do Estado.

O trabalho da Funad absorve varias áreas, além de uma escola de ensino fundamental, médio e educação de jovens e adultos (EJA), possui trabalho de reabilitação física, fisioterapia, fonoaudiologia, psicologia, dança, capoeira, teatro, etc. Um exemplo do que os serviços de reabilitação podem fazer é a usuária Deise da Silva Costa, que há 20 anos frequenta a Funad e com a reabilitação conseguiu superar grande parte das dificuldades que a deficiência mental impôs, pois hoje caminha e fala normalmente. “Aqui ela fez fisioterapia para aprender a andar, fonoaudiologia para desenvolver a fala e hoje frequenta a escola da Funad”, disse Ana Cristina Silva, mãe de Deise e coordenadora do grupo de mães do projeto Produzindo Esperança.

A Funad existe há mais de 20 anos e praticamente desde sua fundação promove eventos deste tipo visando integrar usuários e familiares a todo um calendário normal de festejos. A Fundação atende atualmente cerca de três mil usuários, de 97 municípios paraibanos e sua assistência abrange todos os tios de deficiência: física, mental e intelectual.