Fale Conosco

6 de abril de 2016

Arlinda Marques realiza festa da Páscoa para as crianças atendidas no ambulatório



Dayse Camilly Tavares de Moura, com 10 anos de idade, foi uma das crianças que participou das atividades recreativas e lúdicas para marcar a Páscoa das crianças atendidas no ambulatório da unidade de saúde.  É muito bom ações como essas, pois ajudam a acalmar e distrair  mais as crianças”, Disse Caroline Tavares, mãe  da menina.

Quem também participou da festa foi Alexandra Gomes dos Santos, com 9 anos de idade, que estava esperando atendimento médico na área de Cardiologia. Enquanto esperava a sua vez, ela brincou e se divertiu com os palhaços que animaram a festa.  “Ela estava chorando muito e  essas brincadeiras serviram para deixá-la mais calma”, disse Adriana Gomes, mãe da garota.

A festa, organizada pelos setores de Eventos, Grupo de Trabalho Humanizado (GTH) e  Brinquedoteca,  foi realizada na manhã desta quarta-feira (6)  e  contou com a participação dos Enfermeiros do Sorriso ( Faculdade Santa Emília de Rodat). Ainda houve a entrega de lembrancinhas para as crianças e  foi servido um lanche. Semana passada, essas mesmas atividades foram realizadas para as crianças internas no Hospital.

A chefe do Núcleo de Ações Estratégicas do Arlinda Marques, Gilsandra de Lira Fernandes,  explicou que momentos como esses são importantes e ajudam a esquecer um pouco a dor e o sofrimento dessas crianças. “Com ações desse tipo a gente procura proporcionar alegria e resgatar sorrisos nas crianças, principalmente porque elas se encontram em momentos delicados de suas vidas e acreditamos que esse contágio de alegria irá ajudar bastante na sua recuperação”, disse.

A coordenadora de Eventos da unidade de saúde, Rosilda Varela, lembrou ainda que em datas comemorativas o Complexo Arlinda Marques realiza atividades lúdicas e recreativas com as crianças dentro da Política Nacional de Humanização. De acordo com ela, eventos como estes são importantes para a recuperação das crianças.

“A gente busca proporcionar um momento especial, uma alegria para essas crianças e suas famílias. A gente vê nos olhos delas a alegria de estar participando. Muitas vezes, elas estão doentes, com soro, mas vem participar da festa. E é notável o quanto esses momentos ajudam na recuperação das crianças. Essa e outras festas são uma excelente oportunidade também de aproximar os pais, as crianças, os funcionários e principalmente a direção, como uma forma de integração”, afirmou Rosilda Varela.