Fale Conosco

17 de março de 2012

Áreas de risco de acidentes com produtos químicos perigosos serão mapeadas na PB



A Superintendência de Administração do Meio Ambiente (Sudema), à frente da Comissão Estadual do Plano Nacional de Prevenção, Preparação e Resposta Rápida a Emergências Ambientais com Produtos Químicos Perigosos (P²R²), conseguiu recuperar, no Ministério do Meio Ambiente (MMA), o convênio para o mapeamento das áreas mais propensas a acidentes com produtos químicos perigosos na Paraíba. O convênio, que estabeleceu o mapeamento de áreas na BR-230, de Cabedelo à Campina Grande, representa a captação total R$ 599.080,00 em recursos – sendo R$ 530.940,00 do MMA e R$ 68.140,00 da Sudema.

Há quase três anos parado, o P²R² foi retomado pelo Governo do Estado por meio de novas propostas apresentadas pela Sudema, que também conseguiu a prorrogação do convênio com o MMA por mais um ano. O plano determina ações preventivas e corretivas, no que se refere a acidentes com produtos químicos perigosos, e também prepara e capacita os profissionais envolvidos nos âmbitos federal, estadual e municipais. O trabalho de prevenção é desenvolvido por meio da implantação de sistemas, programas, ações e iniciativas para inibir práticas que representem riscos de acidente. Já no caso de um acidente com produtos químicos perigosos, as ações de correção vão permitir respostas rápidas e eficazes, de forma a minimizar o impacto, tanto no meio ambiente quanto entre a população.

Nessa sexta-feira (16), a Comissão Estadual do P²R² esteve reunida para formalizar as parcerias e discutir adições e sugestões quanto à execução do plano na Paraíba, que hoje se encontra em fase de retomada do mapeamento e de construção do Sistema de Informação Geográfica (SIG) – um sistema computadorizado que facilita a análise, gestão ou representação do espaço e dos fenômenos naturais.

Comissão Estadual P²R² – Fazem parte da Comissão Estadual, a Sudema, as secretarias de Estado da Saúde (SES) e de Infraestrutura (Seinfra), a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros, a Polícia Florestal, a Polícia Rodoviária Federal, o Exército Brasileiro, a Capitania dos Portos, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente (Ibama), a Associação Nacional dos Municípios para o Meio Ambiente (Anamma), a Federação das Indústrias do Estado da Paraíba (Fiep), a Delegacia Regional do Trabalho (DRT), o Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea) e organizações não governamentais (ONGs).