João Pessoa
Feed de Notícias

Apresentações culturais abrem a programação do Dia do Idoso

terça-feira, 1 de outubro de 2013 - 17:55 - Fotos:  Secom-PB

Música, dança, poesia, descontração. Este foi o clima da abertura oficial da programação alusiva ao Dia Internacional da Pessoa Idosa, promovido pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano (Sedh), no Centro Social Urbano (CSU) do Rangel, na manhã desta terça-feira (1). Mais de 300 pessoas, com idade a partir dos 60 anos, participaram do evento.

Nesta quarta-feira (2), será a vez dos idosos institucionalizados terem acesso a atividades alusivas ao Dia do Idoso, com evento no Lar da Providência, no Bairro dos Estados, a partir das 9h. Na ocasião, será destinado pelo Governo do Estado às Instituições de Longa Permanência para Idosos (Ilpis), investimento de R$ 2 milhões para melhorias na infraestrutura, saúde e assistência social. O objetivo é oferecer qualidade de vida para os 1.400 idosos que vivem nas mais de 30 Ilpis do Estado.

A secretária de Estado de Desenvolvimento Humano, Aparecida Ramos, abriu oficialmente a solenidade no Rangel e lembrou de algumas ações do Governo do Estado em prol dos idosos. “Temos atividades para as pessoas idosas que frequentam os grupos da terceira idade nos 16 Centros Sociais Urbanos, que foram recuperados recentemente em um investimento de mais de R$ 2 milhões. Ainda temos o Centro de Convivência da Pessoa Idosa e o Cejube, que também oferecem oficinas, hidroginástica, artesanato, aulas de música e teatro. O Governo do Estado também tem um olhar atento para aqueles que vivem institucionalizados. Por isso, lançamos o Projeto Acolher, que destinará R$ 2 milhões para as Instituições de Longa Permanência para Idosos com o objetivo de melhorar a qualidade de vida das pessoas que vivem nestes locais”, frisou.

Ela também destacou o programa habitacional Cidade Madura, um condomínio totalmente projetado para a população idosa em João Pessoa e Campina Grande e mais dois estão sendo planejados. A secretária acrescentou ainda que cursos voltados para cuidador de idosos serão ministrados e a Sedh está incentivando, junto com o Ministério Público, a criação de conselhos municipais de idosos. “O idoso é o guardião da nossa história, da nossa experiência, então não podemos deixar estas pessoas abandonadas”, observou.

Apresentações – Os idosos tiveram a oportunidade de apresentar parte das atividades de música e dança que desenvolvem nos grupos. Houve apresentação dos corais do Centro Social Urbano do Rangel, do Geisel e do Cejube, levando muitos dos presentes a dançar.

Também houve apresentação do coral Centro de Convivência do Idoso (CCI) e do grupo do Centro Integrado de Cruz das Armas (Cica). Já o Centro Social Urbano de Santa Rita exibiu uma dança ao som da sanfona, tocada também por um integrante do grupo da terceira idade.

Alguns quiseram falar, dar um testemunho sobre a alegria de ser protagonista da própria história. “Estou encantada com o ambiente, quero agradecer a Deus. Quero dizer a vocês que sempre participem destes momentos, porque encontramos alegria de viver. Aqui encontramos os amigos. Precisamos de carinho, de fraternidade”, disse a aposentada Marluce da Nóbrega Benício, do grupo Vida e Movimento do Cejube.

Momento saúde – Na ocasião também houve uma Feira da Saúde, onde foi distribuído o Estatuto da Pessoa Idosa, que está completando 10 anos de existência, e serviços como aferição da pressão arterial, teste de glicemia, peso e orientações sobre a terceira idade. A ação saúde foi uma parceria entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Humano e a Faculdade de Enfermagem Santa Emília de Rodat.