João Pessoa
Feed de Notícias

Alunos recebem medalhas por destaque na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas

quinta-feira, 25 de julho de 2013 - 18:31 - Fotos: 

Alunos da rede estadual de ensino premiados na Olimpíada Brasileira de Física (Obef) e na Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas (Obfep), edição 2012, foram agraciados com medalhas nesta quarta-feira (25), durante cerimônia realizada no auditório do curso de Psicologia da Universidade Estadual de Paraíba (UEPB), em Campina Grande. Na rede estadual de ensino da Paraíba, nove estudantes conquistaram posição de destaque e receberam medalhas de ouro, prata e bronze em nível estadual e nacional.

A Obfep visa à valorização da escola pública, a melhoria do ensino e estudo das ciências, propiciando ao estudante uma forma de avaliar sua aptidão e seu interesse pela ciência, em geral, e pela física em particular. A Escola Estadual Sesquicentenário, em João Pessoa, foi uma das premiadas por obter ótima pontuação na olimpíada. O professor de física da escola, Luiz Augusto da Costa Júnior também recebeu destaque na sua modalidade.

De acordo com o coordenador estadual da Obfep, Pedro Carlos de Assis Júnior, houve um bom número de escolas estaduais inscritas em 2012, primeiro ano em que a olimpíada incluiu todos os estados brasileiros. “Tivemos estudantes premiados de escolas públicas da periferia de pequenas cidades. Isso mostra que, com motivação, podemos descobrir muitos outros talentos nas nossas escolas”, destacou o coordenador.

A estudante Andréia Soares de Araújo contou que ficou muito feliz com sua premiação. “Eu sempre gostei de física e os professores ajudaram muito no nosso desempenho, inclusive dando aulas extras. Acho que é importante acreditar e incentivar meus colegas a participarem também”, ressaltou a aluna. Andréia cursava em 2012 o 9º ano na Escola Estadual Antônia Araújo, de Patos, e conquistou medalha de ouro na etapa estadual e medalha de prata na etapa nacional.

De acordo com o professor de física, Paulo Tibúrcio, o incentivo dos próprios professores é fator fundamental para a participação e bom desempenho dos alunos. “Se houver um engajamento maior nas escolas e nas regionais, esse envolvimento dos alunos tende a crescer”, afirmou o professor.

As escolas da rede estadual de ensino que se destacaram foram as seguintes: Sesquicentenário (João Pessoa), Antônia Araújo (Patos), Ministro Carlos Luiz de Araújo (Coremas), Nossa Senhora da Conceição (Belém do Brejo do Cruz), Napoleão Abdon da Nóbrega (São Mamede), Orlando Venâncio dos Santos (Cuité), Monsenhor Vicente Freitas (Pombal), Agenor Clemente dos Santos (Alagoinha), João Rogério Toledo (Assunção), Dr. Antônio Medeiros (Malta), Dr. Elpídio de Almeida (Campina Grande) e José Rolderick de Oliveira (Nova Floresta).

Neste ano, 70 escolas da rede estadual de ensino estão credenciadas para participar da Obfep. As provas da 1ª fase acontecerão no dia 6 de agosto (na própria escola); da 2ª fase, no dia 19 de outubro (nos centros de aplicação); e o resultado final deve ser divulgado em fevereiro de 2014.

Obfep – A Olimpíada é uma promoção do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), por meio do CNPq e conta com o apoio do Ministério da Educação (MEC). Trata-se de um programa permanente da Sociedade Brasileira de Física (SBF), responsável por sua execução.

Esse programa, que em 2010 aconteceu em caráter de Projeto Piloto nos estados de Bahia, Goiás, Piauí e São Paulo e em 2011 nesses estados mais os estados do Maranhão e Mato Grosso, aconteceu em 2012 e acontecerá em 2013 em todo o Brasil, sendo destinado exclusivamente a estudantes do Ensino Médio e do último ano (9º ano) do Ensino Fundamental de Escolas Públicas.

Poderão participar da Olimpíada Brasileira de Física das Escolas Públicas estudantes de escolas públicas municipais, estaduais e federais em que houver pelo menos um professor responsável. Mais informações sobre a olimpíada podem ser obtidas no site: http://www.sbfisica.org.br