João Pessoa
Feed de Notícias

Alunos do Prima começam a ensaiar para apresentação dos concertos natalinos em dezembro

sexta-feira, 25 de setembro de 2015 - 15:47 - Fotos:  Francisco França/ secom-PB

Os alunos do Projeto de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima) já iniciaram os ensaios para os concertos natalinos, que ocorrerão em dezembro nas cidades de João Pessoa, Campina Grande e Guarabira. No repertório, composições de Richard Strauss, Heitor Villa-Lobos e Jean Sibelius, entre outros. Os ensaios dos cerca de 200 alunos se concentrarão na região do Brejo. O objetivo é oferecer oportunidades iguais de aprendizagem a todos os polos.

De acordo com o maestro Alex Klein, gestor do Prima, a expectativa para os concertos são as melhores. “Em dezembro do ano passado, conseguimos fascinar o público que foi assistir às nossas apresentações. Este ano, a julgar pelo empenho e qualidade dos alunos, não vai ser diferente. Vamos executar peças de compositores da mais alta erudição, sem esquecer as nossas peculiaridades”, destacou. “Para isso, temos um grande compositor que representa muito bem as raízes brasileiras: Heitor Villa-Lobos”, acrescentou.

Um dos fatores enfatizados por Alex Klein é que, como os ensaios ocorrem na semana de prova, para participar é necessário que os alunos tenham sido aprovados por média, independentemente do desempenho instrumental. “O Prima é um projeto de inclusão focado na educação. Portanto, para que tenhamos êxito é necessário que façamos exigências desse tipo, que visam melhorar o desempenho escolar dos alunos do Prima”, afirmou.

Repertório – O público terá a oportunidade de apreciar as seguintes composições: Also Sprach Zarathustra (princípio), de Richard Strauss; Bachiana Brasileira n 4 (Ária e Canção do Sertão), de Heitor Villa-Lobos; Finlândia, de Jean Sibelius; e Danças Polovtsianas, de Alexandr Borodin. “Esta última vamos executar com coral e orquestra. Para o público que irá nos prestigiar, vamos ter ainda uma obra com coral a ser definida”, disse Alex Klein. “Além disso, vamos ter Mulher Rendeira, do cajazeirense Alfredo Ricardo do Nascimento, o Zé do Norte. Mulher Rendeira é a assinatura do Prima”, acrescentou.

Um repertório, ainda segundo Alex Klein, que estimula a aproximação com outras culturas. “A ideia de utilizar os corais para apresentar obras em idiomas diferentes estimula a aproximação a outras culturas, e alguns polos, como Guarabira, já entenderam a oportunidade para mostrar um pouco da história e cultura da Rússia, por exemplo”, ressaltou.

O Projeto – Criado pelo Governo do Estado em 2012, o Projeto de Inclusão Social através da Música e das Artes (Prima) nasceu com o objetivo de levar oportunidade a crianças e a jovens carentes do Estado em escolas da rede pública, principalmente, através da música, com foco na educação. Atualmente, o Prima contempla mais de 1,2 mil alunos de polos espalhados em cidades como João Pessoa, Cabedelo, Bayeux, Santa Rita, Guarabira, Patos, Cajazeiras e Sousa. Ao todo, são mais de dez municípios atendidos pelo Projeto.