João Pessoa
Feed de Notícias

Alunos deescola estadual realizam aula prática na Feira do Empreendedor em João Pessoa

segunda-feira, 19 de maio de 2014 - 18:02 - Fotos:  Secom-PB

Cerca de 50 alunos da Escola Estadual Daura Rangel Santiago do bairro de José Américo, na capital, tiveram a oportunidade de realizar uma aula prática na Feira do Empreendedor, que foi encerrada ontem no Centro de Convenções de João Pessoa. A caravana contou com apoio da Secretaria de Estado da Educação, que disponibilizou um ônibus para que os alunos tivessem a oportunidade de vivenciar uma aula de campo diferenciada durante o evento.

Acompanhados de professores da Escola Estadual, alunos da Educação de Jovens e Adultos (EJA) visitaram as diversas seções, mostras e experimentos da Feira do Empreendedor, que é realizada pelo Sebrae Paraíba a cada dois anos. A aula de campo, durante o evento,aguçou curiosidades nos lançamentos da área tecnológica da Feira e dos trabalhos do setor agropecuário, despertou o empreendedorismo emdiversos alunos da escola pública do turno da noite e promoveu, na prática, a interdisciplinaridade ao reunir professores de diversas áreas da Escola como sociologia, física, biologia e matemática,que orientaram os alunos na visita à feira.

Para o aluno do 3º ano do EJA da Escola Estadual Daura Rangel Santiago, Josinaldo Tenório dos Santos, a aula prática foi uma oportunidade diferenciada de observar no mesmo evento os lançamentos tecnológicos do mercado junto com outros colegas de turma e da Escola. “Além de ter oportunidade de conhecer de perto pela primeira a Feira do Empreendedor com os colegas de turma, as novas máquinas de fazer impressão de banner me chamaram muita atenção para um futuro negócio”, declarou o aluno, que aprovou a aula prática oferecida pela Escola Estadual.

Já a aluna Maria Josinalda de Sousa do Nascimento, também aluna do 3º ano do EJA, aprovou a aula prática, durante a Feira, e ficou interessada em montar um negócio oferecendo outros serviços com as novidades da Feira. “Como com a minha cunhada está colocando uma lanchonete, tive a oportunidade de conhecer uma máquina de fazer coxinhas e no mesmo prédio colocar uma máquina fotocopiadora para diversificar os negócios. Quero agora buscar uma orientação mais aprofundada com minha cunhada do Sebrae Paraíba, após a Feira para esse novo negócio”, declarou.

Para o diretor recém-empossado da Escola Estadual Daura Rangel, Carlito Plácido da Silva, a ida à Feira do Empreendedor atende aos anseios dos alunos do EJA e cumpre também o trabalho de campo do conteúdo oferecido muitas vezes de forma teórica aos alunos na sala de aula. “Ao realizar uma aula de campo como essa, tivemos a oportunidade de mostrar caminhos, na prática, o que é empreendedorismo, quais são as oportunidades de negócios nos setores do varejo, de tecnologia, de serviços e na área agro de forma orientada para alunos, que estão com faixa etária acima de 18 anos e pensam em colocar o seu próprio negócio. Além disso, alunos tiveram a oportunidade buscarem vivência na prática do conteúdo teórico oferecido em aula, o que enrique e fixa ainda mais o conteúdo”, declarou o novo diretor, ao apontar que uma das novas missões de sua gestão será transportar o conteúdo de sala de aula na prática para fora da Escola. “A nossa ideia é que outras áreas e eventos sejam visitados pela Escola do Daura para ampliar as perspectivas de conhecimento e horizontes dos alunos do EJA e nos demais níveis de ensino”, declarou.

A professora de sociologia do Daura Santiago, Acsia Lino de Alencar Gregório, que organizou a visita a Feira do Empreendedor, revelou que “a interdisciplinaridade foi um dos grandes motes para ida ao evento, que reuniu diversas áreas do conhecimento da Escola, mesmo se tratando de uma feira de negócios e orientação para o empreendedorismo. Os alunos do EJA tiveram a oportunidade de ser acompanhados simultaneamente por uma aula de campode professores de física, de biologia, de matemática e, claro, de sociologia e apreender assim os conhecimentos expostos no próprio eventode forma mais integrada. Outro ponto fundamental do evento foi a socialização de turmas diferentes do Daura do turno da noite que tiveram maior contato e trocas de relacionamentos e aprendizagem coletiva e independente de série”, frisou, que agradeceu o apoio da Secretaria de Estado da Educação pela disponibilidade do transporte para alunos e professores.

O depoimento da aluna Nilda Sávio Vidal também reafirma essa experiência positiva ao ter observado na Feira as mostrasdas experiências da piscicultura, da apicultura e das novas tecnologias da palma. “Achei superinteressante essas experiências expostas de forma prática para quem visitou a Feira. Defendo que a escola realize novas aulas práticas como essa da Feira ao longo do ano”, defendeu Nilda.

Para o professor de física da Escola Daura, Humberto da Silva Oliveira, “a visita àFeira do Empreendedor foi oportunidade única. Um momento para conhecermos novas tecnologias nos ramos do empreendedorismo, com vários estandes de empresas de todo o Brasil. Parabéns à Professora AcsiaLino de Alencar Gregório pela iniciativa e, aos professores que acompanharam e apoiaram como o diretor da Escola, Carlito Plácido da Silva, a professora de biologia, Jane de Araújo Cardoso e o professor Helder Rodrigues Macedo. Também queremos ressaltar o comportamento exemplar dos alunos que visitaram a feira. Mais uma vez a Escola Daura Santiago Rangel mostra que a educação é levada a sério e tem profissionais competentes”, declarou.

Realizada pelo Sebrae Paraíba com apoio do Governo do Estado, a Feira do Empreendedor, que foi encerrada no domingo à noite, no Centro de Convenções de João Pessoa, ofereceu cerca de 300 atividades, gratuitamente, como palestras, oficinas, clínicas tecnológicas, consultorias, exposição de oportunidades de negócios, orientações e atendimentos.