João Pessoa
Feed de Notícias

Aluno conquista medalha e escola estadual vai intensificar robótica para olimpíadas em 2016

terça-feira, 15 de dezembro de 2015 - 17:34 - Fotos: 

Alunos, professores e funcionários da Escola Estadual Escritor José Lins do Rego, no bairro do Cristo, em João Pessoa, estão de olho nas Olimpíadas Brasileiras de Robótica (OBR) do próximo ano. Eles encerram 2015 comemorando os resultados obtidos na última edição do evento, encerrada no mês de novembro. Um dos alunos da unidade recebeu medalha de mérito nacional e estimulou outros colegas a participarem da próxima competição.

O aluno Alexandre Soares Barbosa, de 17 anos, participou da modalidade teórica das Olimpíadas. Ele concorreu com mais de 90 mil estudantes inscritos e foi classificado como o melhor da categoria. “Isso nos enche de orgulho e nos estimula a trabalhar, ainda mais, a prática da robótica com outros estudantes”, falou a diretora da escola, Miriam Gonçalves Dias.

Segundo ela, depois que o aluno Alexandre Soares conseguiu o mérito nacional, outros estudantes passaram a se interessar mais pela temática e pela competição nacional. Alguns alunos já estão se preparando e formaram turmas que começam a debater a robótica e a pensar em trabalhos diferenciados que possam se destacar, tanto regional como nacionalmente.

Para incentivar a utilização da Robótica nas escolas, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Educação (SEE), adquiriu 300 laboratórios de robótica para as escolas de ensino médio da rede estadual.

Tecnologia - A Olimpíada Brasileira de Robótica é uma das olimpíadas científicas brasileiras de grande aceitação junto aos jovens. O objetivo é estimulá-los às carreiras científico-tecnológicas, identificar jovens talentosos e promover debates e atualizações no processo de ensino-aprendizagem brasileiro.

A OBR possui duas modalidades que procuram adequar-se tanto ao público que nunca viu robótica quanto ao público de escolas que já têm contato com a robótica educacional. Anualmente, o evento elabora e gere a aplicação de provas teóricas e práticas em todo o Brasil utilizando essa temática. A competição destina-se a todos os alunos de qualquer escola pública ou privada do ensino fundamental, médio ou técnico em todo o território nacional, e é uma iniciativa pública, gratuita e sem fins lucrativos.