Fale Conosco

12 de julho de 2016

Alunas de Escola Estadual estão na final da Olimpíada Nacional de História



Três alunas do 3º ano do Ensino Médio da Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Estudante Rebeca Cristina, em Mangabeira VII, foram classificadas como finalistas da 8ª edição da Olimpíada Nacional em História do Brasil. Dentre mais de 10.600 equipes de todo o Brasil, entre escolas públicas estaduais, municipais, privadas e institutos federais de todo o país, as meninas ficaram na posição 275. A final será realizada nos dias 20 e 21 de agosto, em Campinas, São Paulo.

O nome da equipe finalista é “As Elizabeths”, escolhido em homenagem a Elizabeth Teixeira, líder das Ligas Camponesas da cidade de Sapé. Compõem a equipe, as estudantes Eunice Rachel, Samantha Duarte e Alice Soares. Elas tentam desde o ano de 2012 esta classificação inédita para o Estado. Para isso, se empenharam com muita força de vontade, determinação e perseverança, até que, neste ano, conseguiram. A luta, agora, é pela conquista da medalha de ouro. 

Formato original – A Olimpíada Nacional em História do Brasil começou em 2009 e tem sido um grande sucesso entre alunos e professores de todo o país. Elaborada pelo Departamento de História da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), esta iniciativa firmou-se no cenário educacional como uma proposta inovadora de estudo consistente de História.

A Olimpíada é realizada por equipes compostas por quatro pessoas: três estudantes (8º e 9º anos do ensino fundamental e qualquer ano do ensino médio) e o professor de História da escola. As cinco fases online duram uma semana cada uma e as respostas são obtidas pelos participantes por meio do debate com os colegas de equipe, pesquisa em livros, internet e com os professores.

Desde a primeira edição existe uma fase final para, no mínimo, 800 finalistas, que vão até a Universidade Estadual de Campinas onde realizam uma prova dissertativa e aguardam o resultado e entrega de medalhas logo no dia seguinte. Nesta oportunidade, eles se conhecem e se confraternizam com estudantes e professores de História de todos os Estados do Brasil.