João Pessoa
Feed de Notícias

Alto do Mateus recebe projeto Ação Comunitária da FAC

quinta-feira, 27 de março de 2014 - 10:27 - Fotos: 

O projeto Ação Comunitária chegou ao bairro Alto do Mateus, em João Pessoa. Nessa quarta-feira (26), os moradores do local tiveram acesso a serviços de saúde, educação, além da emissão de documentos. Essa é a quarta edição do evento neste ano. A iniciativa foi organizada pela Fundação de Ação Comunitária (FAC).

O presidente da Fundação de Ação Comunitária (FAC), Flávio Moreira, ressaltou a importância da atividade. “É uma forma de aproximar os serviços públicos do povo, especialmente da população carente, que não tem condições muitas vezes de se deslocar”, comentou. “A nossa tenda da FAC, por exemplo, está com oficinas de arte e artesanato. Nossa intenção é, futuramente, montarmos núcleos nos bairros, inclusive para as crianças”, acrescentou.

A dona de casa Valdinete Barbosa de Sousa foi uma das moradoras que aproveitou a ocasião para fazer uma oficina oferecida pela FAC em uma das tendas instaladas no local. “Eu fiquei sabendo, quando o carro de som passou anunciando, que haveria no bairro a Ação Comunitária. Então, resolvi fazer essa oficina de pintura sobre tecido. É um curso muito procurado pelos moradores da nossa comunidade”, afirmou.

Outra moradora que se beneficiou com a Ação Comunitária foi a estudante Roberta Louise, de 20 anos. Ela resolveu providenciar a carteira de trabalho durante o evento. “Achei ótimo, porque não temos sempre tempo e facilidade para resolver essas coisas. Quando ações como esta vêm até a gente, tirar um documento se torna bem mais cômodo”, afirmou.

A líder comunitária Eunice Carneiro de Sousa, conhecida na região como Dona Nicinha, faz parte do Movimento Nacional de Luta por Moradia e foi uma das homenageadas do evento. “Além de estar aqui para prestigiar a iniciativa, eu trouxe algumas pessoas que moram na comunidade Cinco de Julho para tirar documentação”, disse. “Acho a Ação Comunitária maravilhosa. Aqui fazemos de tudo, tiramos carteira de trabalho, CPF, identidade e até foto”, enumerou.

Serviços diversos – ao todo 11 secretarias estaduais participaram da Ação Comunitária do Alto do Mateus. As tendas foram instaladas na rua Tertuliano Avelar. O Hospital Clementino Fraga levou à população testes de hepatite B, sífilis e HIV. Enquanto isso, quem se dirigiu aos serviços da Vigilância Sanitária ficou por dentro de assuntos como os vetores transmissores de doenças.

A Secretaria de Estado da Saúde (SES) fez ainda aferição de pressão arterial, teste de glicemia e vacinação. Ainda com relação a documentos, o cidadão teve a oportunidade de providenciar sua Carteira de Trabalho e CPF. A Energisa também foi ao local fazer explanações sobre a Tarifa Social.

Os serviços incluíram ainda as iniciativas da FAC, que ofereceram atividades lúdicas para as crianças, além de oficina de pintura em tecido para os adultos. Houve também espaço na Ação Comunitária até para cortes de cabelo.

Abertura do evento – a programação de abertura da Ação Comunitária começou por volta das 10h. Na ocasião, houve apresentação de dança da Fundação de Apoio ao Deficiente (Funad). A Escola Estadual Horácio de Almeida, por sua vez, mostrou ao público o resultado dos trabalhos com o grupo de música Ame, que é fruto do Programa de Inclusão Através da Música e das Artes (Prima).

A escola Estadual Claudiana Mangueira de Moura, com o grupo musical Os Bambas, foi outra unidade de ensino que apresentou à população do Alto do Mateus uma atração musical durante a abertura do evento. Um dos momentos mais aplaudidos foi a demonstração feita pelos homens do canil da Polícia Militar. Em uma das ocasiões, os moradores puderam conferir o trabalho do cão de faro na busca de entorpecentes. Em outra oportunidade, um policial do também deu comandos a um cão adestrado, treinado para ataques durante ações ostensivas.