João Pessoa
Feed de Notícias

Além destas, destaques para a apresentação da Cia. De Dança Cisne Negro e o tributo a Michael Jackso

segunda-feira, 24 de maio de 2010 - 14:36 - Fotos: 
As dependências do Espaço Cultural José Lins do Rego estão tomadas de atrações até o próximo sábado (29), durante a 13ª edição do Festival Nacional de Arte (Fenart), que começou neste domingo (23). Neste 2º dia do evento, realizado em homenagem a Sivuca, a programação inclui show do poeta paraibano Jessier Quirino, espetáculo da Cia de Dança Cisne Negro (SP) e lançamento do filme “Utopia & Barbárie”, de Sílvio Tendler.

Além de atividades como feiras de artesanato, de livro e Capim Fashion na Praça do Povo, quem for ao Espaço Cultural nesses sete dias vai encontrar uma gama de atrações, entre apresentações, oficinas e workshops em cultura popular, artes visuais, literatura, música, teatro, dança e cinema.

A programação desta segunda-feira (24) começou às 9h, com a ‘Oficina Teórico Prática de Conotação de História’, com Valeska Picado (PB). Ainda na área de literatura, o artista pernambucano Silvério Pessoa, ex-integrante da banda Cascabulho, apresentou uma palestra sobre literatura e música, às 14h.  

A Praça do Povo começa a ser animada a partir das 17h, com uma atração de cultura popular: o Coco de Roda Manuel Baixinho (PB). A Mostra de Artes Visuais será aberta às 18h, no Mezanino 1, com a coletiva ‘A Fotografia Contemporânea Paraibana’ e a individual ‘Desvios, o Fim das Coisas’, de Adriana Aranha (PB), na Galeria Archidy Picado.

Quem gosta de música instrumental vai poder conferir, a partir das 18h, no Cine-Teatro Bangüê, concerto da Orquestra Infantil da Paraíba e Coral Infantil e um ‘Tributo a Michael Jackson’, apresentado pelo Coral do Unipê. Na área de teatro, dois espetáculos: ‘Entre Quatro Paredes’, às 18h, no Auditório Zé da Luz, e ‘A Farsa da Boa Preguiça’, às 20h, no Teatro de Arena.

Grupos da Paraíba e de São Paulo estão na programação de dança desta segunda-feira. A partir das 19h, no Palco 2, haverá apresentação dos espetáculos ‘Experimento Raiz’, Duo Eddie Palmeira e Erik Breno (PB), e ‘Troupiniquim’, da Cia Lunay (PB). Às 20h, no Teatro Paulo Pontes, a Cia da Dança Cisne Negro, de São Paulo, vai apresentar o espetáculo ‘Revoada/Trama’, composto de duas coreografias.

Cisne Negro – Considerada uma das melhores companhias contemporâneas do país, a Cisne Negro está comemorando 33 anos de existência. Tem como filosofia a originalidade, a tradição e a preocupação de formar novas plateias, buscando públicos capazes de apreciar a inovação e a beleza.

A companhia já se apresentou nas principais cidades do Brasil e também em diversos países, como Inglaterra, Estados Unidos, Canadá, Espanha, Uruguai, Argentina, Alemanha, África do Sul, Chile, Cuba e Moçambique. No Fenart, o grupo reuniu dois espetáculos de sucesso: ‘Revoada’, coreografia de Gigi Caciuleanu e música de Igor Stravinsky, e ‘Trama’, do coreógrafo Rui Moreira, com músicas de Lenine, Marco Suzano, Mestre Ambrósio e Temas da Coletânea ‘Música do Brasil'.

A Música Paraibana no Cinema – A área de cinema será contemplada por várias atrações neste segundo dia de Fenart. A programação começa às 15h, no Espaço Cine Digital, com o Painel ‘A Presença da Música Paraibana no Cinema’, que será aberto oficialmente pelo presidente da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), Maurício Burity. A programação do Painel inclui exposição sobre “A Música Paraibana no Cinema”, com o presidente da Academia Paraibana de Cinema, Wills Leal. Às 20h, haverá a exibição do Filme ‘Zé Ramalho – o Herdeiro de Avôhai’, de Elinaldo Rodrigues, e à meia-noite, a Mostra ‘For Rainbow’ (CE).

A Mostra competitiva de Vídeo começa às 16h, no Cine-Teatro Bangüê, com exibição de seis curtas. Às 20h, tem sessão de cinema com ‘Zé(s)’, de Piu Gomes (RJ/DF) e ’Utopia e Barbárie’, novo documentário em longa-metragem do cineasta Silvio Tendler (RJ), um road movie histórico que reconstrói o mundo a partir da II Guerra Mundial, passando pela Itália, EUA, Brasil, Vietnã, Cuba, Uruguai, Chile, entre outros países.

Sílvio Tendler é o documentarista com as maiores bilheterias de cinema documentário e detentor de vários prêmios. É diretor dos filmes ‘O Mundo Mágico dos Trapalhões’, ‘Jango’, ‘Os Anos JK’, ‘Encontro com Milton Santos’ e ‘Glauber o filme, Labirinto do Brasil’, selecionado para a mostra oficial do Festival de Cannes. Tem, dentre vários outros prêmios, quatro Margaridas de Prata (prêmio dado pela CNBB), seis kikitos (prêmio concedido pelo Festival de Gramado) e dois Candangos (Festival de Brasília).

O cineasta trabalhou durante 19 anos na elaboração de ‘Utopia e Barbárie’. Fez uma minuciosa pesquisa, entrevistando filósofos, teatrólogos, cineastas, escritores, jornalistas, militantes, historiadores e economistas e viajou o mundo para entender as questões que mobilizam esses dias tumultuados: a Utopia e a Barbárie. O filme é narrado por Letícia Spiller, Chico Diaz e Amir Haddad e a trilha sonora foi especialmente composta pelo grupo Cabruêra, Caíque Botkay, BNegão e Marcelo Yuka.

Palco principal - A noite será encerrada com três atrações de música no Palco 2 da Praça do Povo. A partir das 21h, o público terá a oportunidade de conhecer os causos e as canções do poeta Jessier Quirino e assistir aos shows de Patrícia Moreyra, Mayra Gonçalves e Alexandre Tan (PB), e do grupo Chorarte e Quarteto Tamarindo (PB).

Jessier Quirino nasceu em Campina Grande e se considera poeta por vocação e matuto por convicção. Interessado na causa poética nordestina, persegue fatos e histórias sertanejas com olhos e faro de rastejador. Jessier é autor dos livros: ‘Paisagem de Interior’ (poesia), ‘Agruras da Lata D`água’ (poesia), ‘O Chapéu Mau e o Lobinho Vermelho’ (infantil), ‘Prosa Morena’ (poesia e CD), ‘Bandeira Nordestina’ (poesia e CD) e ‘Política de Pé de Muro – O Comitê do Povão’ (legendas e imagens gargalhativas sobre folclore político popular). Também gravou os CDs ‘Paisagem de Interior 1 e Paisagem de Interior 2’, e ‘A Folha de Boldo Notícias de Cachaceiros’ – em parceria com Joselito Nunes.

Nos espetáculos com fundo musical, apresenta-se acompanhado de Vitor Quirino (violão clássico), André Correia (violino) e Matheus Quirino (percussão). Os músicos Letinho (violão) e China (percussão) atuam nos espetáculos mais elaborados. Apesar de muitos considerá-lo um humorista, opta pela denominação de poeta, onde procura mostrar o bom humor e a esperteza do matuto sertanejo, sem, no entanto fugir ao lirismo poético e literário.

PROGRAMAÇÃO – segunda (24)

Cultura Popular
 
Praça do Povo
17h – Coco de Roda Manuel Baixinho (PB)
Artes Visuais
18h – Abertura da Mostra de Artes Visuais:
Galeria Archidy Picado – “Desvios, o Fim das Coisas” – Adriana Aranha – PB
Atividades Diversas
Praça do Povo
A partir das 19h – Feira de Artesanato
A Partir das 19h – Feira Capim Fashion
Literatura
Auditório 5- José Siqueira
09h – Oficina Teórico Prática de Cotação de História- Valeska  Picado-PB
14h – Palestra:  Literatura e Música – Silvério Pessoa – PE
18h30 – Lançamento de livros:
– "Pero de Magalhães de Gândavo", de Guilherme Gomes da Silveira d’Avila Lins. PB
-  "Conversando sobre Augusto dos Anjos: Uma História  Oral", Neide Medeiros Santos, Ana Izabel de Souza Leão Andrade e Maria do Socorro Aragão – PB
– "José Américo de Almeida: A Saga De Uma Vida", de Joacil de Brito Pereira – PB
Praça do povo
A partir das 16h – Feira de Livros
Mezanino 1
A partir das 16h – Exposição de xilogravura em Cordel – Marcelo Alves – PE

Submezanino 2
A partir das 16h – Exposição de Sivuca
Música Instrumental
Cine Banguê
18h – Concerto Orquestra Infantil da Paraíba e Coral Infantil
19h – Coral da Unipê – “Tributo a Michel Jackson”
Teatro
Auditório Zé da Luz
18h – Projeto Ensaio – ”Entre Quatro Paredes” – Grupo de Teatro Graxa – PB. Direção: Antonio Deol
Teatro de Arena
20h – Espetáculo “A Farsa da Boa Preguiça” – Coletivo Sertão – PB. Clowns de Shakespeare – RN. Direção: Cristina Streva e Fernando Yamamoto
Dança
Palco 2
19h – Espetáculo “Experimento Raiz” – Duo Eddie Palmeira e Erik Breno – PB. Direção e Coreografia Erik Breno
19h30 – Espetáculo “Troupiniquim” – Cia. Lunay – PB. Direção: Kilma Farias
Teatro Paulo Pontes
20h – Espetáculo “Revoada/Trama” – Cia da Dança Cisne Negro – SP
Cinema
Espaço Cine Digital:

15h Painel: “A Presença da Música Paraibana no Cinema” – Academia Paraibana de Cinema
Programação: abertura Oficial do Painel pelo Presidente da FUNESC – Maurício Burity
– Apresentação de músicas de filmes paraibanos
– Entrega de Diplomas a músicos paraibanos pela Academia Paraibana de Cinema e Academia Paraibana de Música
– Exposição sobre “A Música Paraibana no Cinema”
– Expositor: Wills Leal /  Debatedores: João Batista de Britto, Sílvio Osias

20h Exibição do Filme “Zé Ramalho – o Herdeiro de Avôhai”, de Elinaldo Rodrigues (Espaço Cine Digital)
Cine Bangüê:

16h – Mostra competitiva de Vídeo
20h – Sessão de Cinema:
[Curta] “Zé(s)’, de Piu Gomes (15’, Doc., 2009, RJ/DF)
[Longa] “Utopia e Barbárie”, de Silvio Tendler (120’, Doc., 2010, RJ)
Espaço Cine Digital
20h – Sessão Academia Paraibana de Cinema – [Longa] “Zé Ramalho – Herdeiro de Avôhai”, de Elinaldo Rodrigues
00h – Mostra “For Rainbow” -  CE
Música
Palco 2

21h – Jessier Quirino – PB
22h – Show com Patrícia Moreyra, Mayra Gonçalves e Alexandre Tan – PB
23h –  Show grupo Chorarte e Quarteto Tamarindo – PB

SERVIÇO
13ª FENART – FESTIVAL NACIONAL DE ARTE
Local: Espaço Cultural (R. Abdias Gomes de Almeida, 800, Tambauzinho, João Pessoa – tel.: 83.3211.6210)
Data: de 23 a 29 de maio, a partir das 18h.
Valor: gratuito (exceto para cine-teatro Bangüê e teatro Paulo Pontes, cuja entrada será R$ 5, preço promocional estudante).

Da Assessoria de Imprensa da Funesc