Fale Conosco

26 de agosto de 2011

Agricultura familiar da PB terá Unidade de Beneficiamento do Frango



A Paraíba será o primeiro estado do Nordeste a possuir uma Unidade de Beneficiamento do Frango, em nível de agricultura familiar, com registro no Serviço de Inspeção Estadual. A certificação vai possibilitar a sustentabilidade do Arranjo Produtivo Local (APL) da Agroindústria de Beneficiamento do Frango do Estado, a partir do fortalecimento do setor e da geração de emprego e renda na região da Borborema.

Segundo o presidente da Associação dos Produtores de Avicultura Alternativa do Agreste da Borborema (Apab), Robson Pereira de Oliveira, a aquisição do Selo de Inspeção Estadual (SIE) está atrelada à construção de uma Unidade de Beneficiamento do Frango que atenda às exigências do mercado, nas quais estão incluídas “boas práticas de manejo” e “boas práticas de produção”. Ao todo, 108 famílias estão envolvidas diretamente na produção (6.230 aves por mês), em cinco municípios da região: São Sebastião de Lagoa de Roça, Alagoa Nova, Lagoa Seca, Esperança e Areia.

Nesta sexta-feira (26), na sede da Secretaria de Estado do Planejamento e Gestão (Seplag-PB), o Governo do Estado promoveu um encontro entre representantes das entidades que compõem o Grupo de Avicultura Alternativa da Borborema e os atores governamentais que poderão contribuir com apoio técnico, logístico e de crédito para a viabilização do empreendimento. Participaram da reunião representantes da Secretaria de Estado do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca (Sedap), do Projeto Cooperar, do Empreender-PB, do Banco do Nordeste (BND) e do Sebrae-PB.

Sustentabilidade –O titular da Seplag, secretário Gustavo Nogueira, declarou que o objetivo do Governo do Estado é apoiar o APL da Agroindústria de Beneficiamento do Frango, visando contribuir com a sustentabilidade deste setor. “O apoio ao Grupo de Avicultura Alternativa da Borborema é fundamental, entendendo que, cabe ao Governo, por meio dos seus órgãos (Sedap, Projeto Cooperar e Empreender-PB), buscar formas de viabilizar recursos e instrumentos técnicos para que esse APL possa se desenvolver e se fortalecer”, disse o secretário.

O coordenador-geral do Projeto Cooperar, Roberto Vital, afirmou que o próximo passo será a elaboração e encaminhamento de um projeto, pelo Grupo de Avicultura Alternativa da Borborema, contendo uma solicitação formal de apoio, por parte do Governo do Estado. “O Projeto Cooperar vai apoiar o APL com recursos de infraestrutura voltada para a produção. Os valores serão determinados de acordo com o detalhamento de cada segmento que comporá o projeto”, informou. Ele disse ainda que o empreendimento deverá ser construído no próximo ano.

O presidente da Apab, Robson Pereira de Oliveira, destacou a importância do envolvimento do Governo da Paraíba no desenvolvimento rural sustentável do Estado. Ele afirmou que a construção da Unidade de Beneficiamento do Frango (abatedouro) atenderá a uma exigência da atividade. “Dessa forma, poderemos adquirir o selo de inspeção estadual, para quebramos mais um grande gargalo na nossa atividade, que é a comercialização. A partir daí, serão abertos grandes nichos de mercado aqui no Estado, o que resultará no fortalecimento da atividade, trazendo sustentabilidade para a agricultura familiar”, destacou.