Fale Conosco

20 de janeiro de 2013

Agricultores participam de evento sobre convivência no semiárido e produção agroecológica



As práticas agroecológicas e alternativas de convivências com o semiárido são temas do Dia de Campo que a Emater Paraíba realizou na sexta-feira (18), na comunidade Timbaúba, de propriedade do agricultor familiar Antônio Feliciano, no municipio de Esperança. Foram apresentadas atividades em cinco estações, com a participação de técnicos que tiraram dúvidas e esclareceram o procedimento para se ter uma produçãoo agrícola de boa qualidade.

Segundo o técnico da Unidade Operadora de Esperança, João Paulo Macêdo, o evento faz parte das metas da Chamada Pública de Assistência Técnica Rural (Ater) do território da Cidadania da Borborema, com enfoque para transição agroecológica. “Neste tipo de evento é importante que o próprio agricultor apresente suas atividades e experiências para os outros agricultores”, comentou. Também estiveram presentes o Banco do Nordeste com o programa AgroAmigo, fazendo liberação de propostas contratadas e orientando sobre as linhas de crédito disponíveis.

Na primeiar estação, os agricultores tomaram conhecimento da produção de insumos agroecológicos; na segunda estação houve debates sobre os recursos hidricos para mostrar sua importância para armazenamento de água.São vários tipos de ações que ajudam ao agricultor a ter água em sua propriedade: barreiro, açudes, tamues de pedra, poço amazonas e poço artesiano, barragem subterrâna, cisterna de placa e cisterna calçadão.

Segundo o técnico da Emater, na terceira estação, os agricultores tomaram conhecimento sobre a produção de hortaliças, principalmente sobre as diferentes espécies, práticas culturais adotadas, comercialização e mercado para a produção. Já na quarta estação, foram apresentadas a produção de mudas frutíferas, florestais e ornamentais, e houve debate sobre reflorestamento, agrofloresta, questões ambientais, seguindo com doação de mudas. Na quinta estação, foram apresentados produtos derivados de erva-doce produzidos na comunidade, como sabonete, aromatizante, vela e outros produtos.

O evento foi realizado com participação de várias parcerias e apoio, como o Projeto Timbaúba Verde, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Esperança e o agricultor Antonio Feliciano.