Fale Conosco

31 de maio de 2012

Agricultores em dívida com o Governo podem prorrogar pagamento para depois da seca



O Governo do Estado, por meio do Instituto de Terras de Planejamento Agrícola da Paraíba (Interpa), está renegociando as dívidas de agricultores que obtiveram crédito junto ao Governo Federal e apresentam dificuldades para pagar o débito por causa da seca. Alguns produtores já procuraram o Instituto para renegociar a dívida, mas muitos ainda desconhecem o benefício.

No início deste mês, mais de 100 agricultores da região de Bananeiras se reuniram com representantes do Interpa, da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado (Fetag-PB) e do Banco do Nordeste para debater a renegociação de dívidas resultantes de créditos rurais. Mais de 30% dos trabalhadores rurais já saíram do encontro com propostas de prorrogação do pagamento das dívidas.

“Cada situação é analisada com um cuidado especial. É preciso ser compreensivo neste período, porque a seca é uma das piores dos últimos 30 anos e muitos trabalhadores não têm nem o que comer”, declarou o presidente do Interpa, Nivaldo Magalhães. “Precisamos levar tudo isso em consideração e ajudar o agricultor, nesse momento, a se reerguer”, complementou.

No entanto, Nivaldo faz um alerta. Dos 180 assentamentos que têm parcelas em atraso com o Governo Federal, apenas 7% procuraram o Interpa a fim de firmarem um acordo. Segundo ele, a falta de conhecimento de alguns agricultores é um grande empecilho. Muitos não sabem que mesmo com várias parcelas de empréstimo atrasadas, podem pagar apenas 20% da última em atraso e prorrogar o prazo de pagamento das futuras prestações.

“O Governo quer facilitar a vida dos trabalhadores, oferecendo várias formas de pagamento das dívidas. Além de poder pagar 20% da última parcela em atraso e prorrogar o prazo de pagamento das futuras prestações, o devedor pode ainda pagar 5% das parcelas em atraso e pedir a prorrogação do prazo restante ou até mesmo pedir a prorrogação total do débito por causa da seca”, explicou.

Quem obteve empréstimo rural junto ao Governo Federal e quer renegociar a dívida tem um prazo até setembro. Na Paraíba, a coordenação do programa de empréstimos, o Crédito Fundiário, é feita pelo Interpa. Aqueles que têm dívida com o Programa Cédula da Terra, do Banco da Terra, também podem procurar o Instituto.