Fale Conosco

17 de maio de 2013

Agricultores de Cajazeiras e Pombal participam de plenárias do ODE neste fim de semana



Trabalhadores rurais que moram nas regiões de Cajazeiras e Pombal se preparam para participar, neste fim de semana, das duas plenárias do Orçamento Democrático Estadual programadas para acontecer nesses municípios. As solicitações dos agricultores envolvem, principalmente, investimentos ligados à segurança hídrica e meios de convivência com a estiagem. Nos últimos dois anos, o Governo do Estado liberou, pelo menos, R$ 4,5 milhões para a região, por meio do Projeto Cooperar.

Entre os investimentos feitos nas regionais, estão: a construção de cisternas, de complexos sanitários domiciliares, passagens molhadas e aquisição de kits de mecanização agrícola, que têm função de auxiliar os agricultores na produção do dia-a-dia. “Foram cerca de 1500 famílias beneficiadas, com ações que vão além da segurança hídrica e englobam algumas alternativas de rendimento para os trabalhadores”, disse Ana Brito, gestora interina do Cooperar.

Segundo ela, um dos investimentos foi feito na comunidade Prensa, no município de Aparecida, região de Pombal. Os moradores receberam R$ 272 mil reais para a construção de um complexo sanitário domiciliar, que colabora com a higiene dos trabalhadores e, consequentemente, garante mais qualidade de vida para o serviço no campo. Ainda na região de Pombal, de acordo com a gestora interina, merece destaque o projeto de reciclagem de resíduos sólidos, que vem mudando a vida de 43 famílias de catadores de lixo. O investimento foi de R$ 386 mil.

Na região de Cajazeiras, quase 800 famílias foram beneficiadas com ações que somam R$ 2 milhões e 300 mil. “Na área, também ajudamos a estruturar um outro projeto de reciclagem de resíduos sólidos. Ele fica em Bonito de Santa Fé e envolve 113 famílias. O investimento para esse projeto foi de R$ 400 mil”, revelou Ana Brito.

Já em São João do Rio do Peixe, na mesma região, uma usina de beneficiamento de arroz teve R$ 227 mil como benefício para 58 famílias. Em Santa Helena, o foco foi no apoio à apicultura, com 24 famílias envolvidas em ações que somam R$ 122 mil. Destaque ainda para uma unidade de processamento de frutas, em Poço Dantas. Com apoio do BNDES, foram investidos R$ 315 mil, como benefício para 80 famílias.