Fale Conosco

4 de dezembro de 2012

Agricultores conhecem GPS usado pelo Interpa para medição de propriedades rurais



GPS mediçao de terra InterpaOs agricultores que participaram da  3ª Conferência de Desenvolvimento Rural Sustentável, realizada em João Pessoa, nesta  segunda-feira (3) e terça-feira (4), conheceram os modernos GPS utilizados pela Interpa.  Só em 2012 foram delimitados cerca de mil hectares de terra em todo o Estado, o dobro do registrado no ano passado. O trabalho é feito com o uso de equipamentos de GPS, por meio de parceria entre a União e o Governo do Estado.

“Esses são equipamentos que nos ajudam a cumprir a determinação da Lei 10.267, de 2001. Segundo a lei, a medição de terra só é reconhecida pelo Governo Federal, quando é feita de forma idônea, garantida. O satélite nos dá a precisão necessária ao cumprimento da lei”, explicou Nivaldo Magalhães, presidente do Interpa. “A cada ano, passamos a usar mais e mais o GPS, o que resulta num aumento significativo nas medições de terra. É importante ressaltar também que toda terra comprada, por meio do crédito fundiário, exige a medição via satélite e é o que temos feito”, completou.

Dezenas de agricultores que visitam Conferência de Desenvolvimento Rural Sustentável, promovida pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap), aproveitam para conhecer melhor o equipamento de medição. “É interessante saber que a extensão da terra pode ser medida com o uso de um equipamento que está lá em cima”, brinca José Ronaldo da Silva, um dos visitantes do estande do Interpa, se referindo ao satélite.

Lagoa Seca e Remígio – Na próxima semana, o Interpa realiza a licitação do convênio que vai garantir a medição de terra por GPS em Lagoa Seca e Remígio. “Trata-se de um convênio entre o Ministério do Desenvolvimento Agrário, através da Secretaria de Reordenamento Agrário; e o Governo do Estado, com o Interpa”, revelou Nivaldo. “A previsão é de que o trabalho de campo comece no primeiro trimestre de 2013”.