João Pessoa
Feed de Notícias

Agricultores assessorados pela Emater expõem em seminário de turismo rural

quinta-feira, 29 de agosto de 2013 - 11:35 - Fotos: 

Um grupo de agricultores familiares assessorados pela Emater Paraíba, das comunidades Uruçu e Serra do Catolé no município de Gurinhém, apresentaram suas experiências com o turismo rural no 4º Seminário Nordeste de Turismo Rural/Encontro Nacional de Caminhadas na Natureza. O evento, que se encerra nesta sexta-feira (30), ocorre em Campina Grande e tem enfoco na economia inventiva e na economia da experiência.

Os agricultores paraibanos demonstraram suas experiência na formatação de trilhas ecológicas, produto turístico de grande sucesso na região de Gurinhém.

A jovem agricultora Maria Amália da Silva, do Sítio Uruçu, que falou da experiência na região, disse que as caminhadas na natureza têm se constituído numa iniciativa que permite ganhos extras para as famílias. “O importante, agora, seria fazer com que os eventos se tornem mais constantes, o que pode garantir renda fixa para todos”, afirmou.

Caminhada – Neste ano aconteceu a 9ª Caminhada na Natureza, no mês de julho, reunindo cerca de 260 agricultores familiares que moram nas duas comunidades rurais que comercializaram seus produtos de artesanato e serviram alimentação típica da região. Há nove anos essas famílias têm assessoramento de extensionistas rurais da Emater, que organizou cursos e preparou as caminhadas.

Entre os parceiros que estão integrados ao projeto, além da Emater, destaca-se o apoio da prefeitura municipal, Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Gurinhém e da Pastoral da Juventude Rural da Igreja Católica. Maria Amália destacou que a Caminhada na Natureza procura incentivar o desenvolvimento rural sustentável e a inclusão social das famílias. A região tem um rico e diversificado potencial turístico capaz de oportunizar e fortalecer a agricultura familiar, além de promover a interação entre campo e cidade com base no lazer e na preservação ambiental.

O percurso de 7 km é cheio de belas paisagens, áreas agrícolas, nascentes de rios, lajedos e pontos curiosos da região. No trajeto, os participantes também podem conhecer o artesanato, a culinária e a cultura dos agricultores. Entre os pontos de destaque da caminhada destacam-se o Riacho da Chorona, a Pedra da Raposa, a Pedra do Urubu e o Lajedo da Cleuza. Também existem áreas agrícolas na serra e a produção de derivados da jabuticaba e frutas típicas da região, cocada, doces, comportas e licores.

No seminário, a Emater tem um estande onde expõe as ações de assistência técnica rural e produtos de artesãos, destacando-se palha da bananeira, rendas, fios e cerâmica.

Polpas em Areia – Outra experiência apresentada, que tem assessoramento da Emater, é do município de Areia onde um grupo de 30 pessoas se dedica à produção de polpas de frutas e ainda explora a trilha turística na mata. Essa experiência será exposta por Luciana Balbino, presidente da Associação para o Desenvolvimento da Comunidade da Chã de Jardim.

Na Comunidade Chã Jardim, são produzidas polpas de frutas orgânicas e artesanato da palha da bananeira, itens comercializados no restaurante rural Vó Maria, construído com recursos do Pronaf (R$ 12 mil) e do projeto Cooperar (R$ 63 mil aplicados para a aquisição de uma câmara frigorífica, equipamentos e material de trabalho).