João Pessoa
Feed de Notícias

Agremiações carnavalescas da Capital abrem campanha na sede do órgão, na terça-feira

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010 - 17:08 - Fotos: 

O Hemocentro da Paraíba abre oficialmente na próxima terça-feira (9), a campanha ‘O bloco da vida já está na avenida’, com o objetivo de estimular a doação de sangue para o Carnaval. A partir das 9h, integrantes de agremiações carnavalescas prometem convidar e incentivar as pessoas a doarem sangue, com batucada, frevo e marchinhas. Com a iniciativa, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) quer manter regular o estoque de sangue durante os festejos de momo. É que nesse período aumenta a demanda de pacientes precisando de sangue em decorrência, principalmente, do aumento dos acidentes automobilísticos.

A gerente de Ações Estratégicas do Hemocentro, Vânia Pereira, informou que a abertura da campanha vai contar com a participação das agremiações Picolé de Manga, Amoringa dos Bancários, Bloco do Pinguim, Muriçocas do Miramar e Bloco do Tetéu.  “O que a gente quer com essa campanha é chamar a atenção das pessoas para a importância do ato de doar sangue e, com isso, conseguir novos doadores”, explicou Vânia Pereira.

Na Lagoa – Enquanto as pessoas estiverem doando sangue e se divertindo no Hemocentro, uma equipe de profissionais vai estar no Parque Solon de Lucena (Lagoa), realizando mais uma coleta externa.  Durante toda esta semana e até o dia 15, as coletas de sangue serão realizadas somente no Hemocentro e a expectativa é que não só os doadores assíduos, mas outras pessoas atendam ao chamado e compareçam para fazer sua doação.

Campina Grande – No Hemocentro de Campina Grande e nos hemonúcleos do interior, a programação para o período de Carnaval ficará a cargo de cada unidade de saúde. “Pedimos às pessoas, independentes de serem ou não doadoras, que antes de cair na folia procurem o Hemocentro em João Pessoa ou as outras unidades no interior do Estado e façam seu gesto de solidariedade e amor ao próximo, doando sangue e, com isso, ajudem a salvar vidas”, disse Patrícia Freitas, diretora-geral do Hemocentro.

Coletas externas – Durante o mês de janeiro, o Hemocentro da Paraíba realizou três coletas externas de sangue. A unidade móvel esteve no conjunto Ernesto Geisel, na Lagoa e na sede Superintendência de Transportes e Trânsito (STTrans) às margens da BR-230,  no bairro do Cristo, em João Pessoa. Como sempre acontece todos os meses, o objetivo das coletas é aumentar e manter regular o estoque de sangue e assim garantir o atendimento aos hospitais.

A diretora-geral do Hemocentro explicou que o período mais crítico são os meses de dezembro, janeiro e fevereiro, porque muitos doares viajam devido às férias escolares dos filhos e outros caem na folia e se esquecem de doar. Ela afirmou que em todo Estado cerca 8,5 mil pessoas são doadoras. Para ser doador, a pessoa precisa ter idade de 18 a 65 anos, estar com peso acima de 50 kg, não tomar remédio controlado, não ter ingerido bebida alcoólica até 24 horas antes da doação e estar gozando de boa saúde. Todo o material coletado passa por exames de sífilis, HIV, hepatite B e C, entre outros. Todo o material usado na coleta é descartável.
 

Da Assessoria de Imprensa da SES/PB