Fale Conosco

24 de outubro de 2013

Agevisa/PB promove palestra para alertar população sobre os perigos da automedicação



“A cultura da automedicação se revela como um grande mal que põe em risco a saúde da população. Muitas vezes vista como uma solução para o alívio imediato de alguns sintomas, as pessoas fazem uso da automedicação sem se dar conta das consequências danosas do ato”, afirmou, nessa quarta-feira (23), o gerente técnico de Inspeção e Controle de Medicamentos e Produtos da Agevisa/PB, Sérgio de Vasconcelos Brindeiro.

Segundo ele, o uso inadequado e irracional de medicamentos pode levar a um quadro com implicações extremamente graves, que vão de uma simples reação alérgica, passando pelo aumento da resistência de microrganismos, até quadros gravíssimos de intoxicação que podem levar o paciente a óbito. “Não se deve fazer uso de medicação sem a orientação e prescrição médica”, enfatizou.

Para alertar a população paraibana sobre a gravidade do uso inadequado de remédios, a Agevisa/PB promoveu palestra sobre o tema “Perigos da Automedicação”, nessa quarta-feira, no Auditório do Conselho Regional de Farmácia (CRF/PB), no Centro de João Pessoa. Proferida pelo inspetor James Rocha Fialho, da Agevisa/PB, o evento fez parte da Semana Estadual de Vigilância Sanitária.

Em Campina Grande – Dada a importância do assunto, que se constitui num problema de saúde pública, no Brasil e no mundo, que pode acarretar sérios problemas como reações alérgicas, dependência e até a morte, o tema “Perigos da Automedicação” também será debatido com a população campinense. Em Campina Grande a palestra, também proferida pelo inspetor James Fialho, será realizada no Dia Estadual de Vigilância Sanitária, nesta sexta-feira (25), das 14h às 17h, no Palácio das Artes Suellen Caroline, no bairro do Catolé.