João Pessoa
Feed de Notícias

Agevisa realiza palestra sobre uso de saneantes, nesta terça-feira

segunda-feira, 31 de maio de 2010 - 09:24 - Fotos: 

Os saneantes domésticos são a quarta causa de intoxicação humana do Brasil, conforme o Sistema Nacional de Informações Tóxico-Farmacológicas (Sinitox). Para combater os danos à saúde causados por saneantes de usos hospitalar e doméstico irregulares, a Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa) irá realizar nos próximos nesta terça-feira (01) e quarta-feira (02) uma palestra de treinamento de saneantes. Participarão representantes de 25 hospitais e de 33 empresas fabricantes de produtos saneantes do Estado regularizadas na Agevisa.

Também compartilharão da palestra os técnicos da Gerência Geral de Saneantes (GGSan) da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) Tania Costa Pich, Rosa Aires Borba Mesiano e Paulo Roberto Rangearo Peres. O diretor técnico de Medicamentos e Alimentos da Agevisa, João Peixoto, explicou que também será discutida a confiabilidade do registro e notificação para regularização de produtos, através de sistema eletrônico. Ele destacou que produtos saneantes clandestinos podem expor a saúde a riscos graves.
 
“Produtos relacionados à limpeza, esterilização, desinfecção e desinfestação que não sejam regularizados não têm garantias de que cumprirão sua função. No caso dos ambientes domiciliares esses produtos podem causar danos de intoxicação em caso de ingestão e até infecções. E nos ambientes hospitalares, podem resultar em infecções graves”, alertou o diretor técnico da Agevisa.

Nos ambientes hospitalares, o risco é ainda maior. Segundo João Peixoto, o uso de saneantes em condições de ilegalidade pode, ao invés de esterilizar os ambientes, potencializar a resistência de microorganismos e tornar bactérias, vírus e fungos multirresistentes.

O diretor geral da Agevisa, José Alves Cândido, destacou que o controle sobre esses produtos deve seguir critérios técnicos que analisa desde a procedência da matéria-prima empregada na fabricação até as condições de armazenagem e conservação. Segundo ele, os produtos irregulares podem causar queimaduras, problemas respiratórios, irritações, machucados e graves intoxicações.
 
“A Agevisa atua no sentido de preservar a saúde da população. O controle desses produtos é importante para que os paraibanos não consumam produtos que não têm qualquer avaliação de que dão bons resultados e de que são seguros ao serem usados, manuseados ou armazenados”, disse José Alves Cândido.

Produtos saneantes

Todos os produtos usados na limpeza e conservação de ambientes (casas, escritórios, lojas, hospitais) são considerados saneantes. São importantes para a limpeza porque acabam com as sujeiras, germes e bactérias, evitando o surgimento de doenças causadas pela falta de limpeza dos ambientes. São produtos como detergente líquido, detergente em pó e sabão em pó, cera, água sanitária ou água de lavadeira, inseticida, repelente de insetos, raticida e desinfetante.

O diretor técnico João Peixoto informou que os produtos saneantes clandestinos, geralmente, têm cores bonitas e atrativas, principalmente para crianças, e costumam ser vendidos em embalagens reaproveitadas de refrigerantes, sucos e outras bebidas. Esses produtos quando ingeridos, segundo ele, podem causar sérios danos à saúde e, até, a morte.

Programação
Dia 01/06

Manhã:
Registro de produtos Saneantes para Uso Hospitalar: Escolha, aquisição e uso de produtos saneantes
Entendendo a RDC 08/09 (incluir RDC 51/09 e 22/09)

Tarde:
Produtos Saneantes de Uso hospitalar (esterilizantes e desinfetantes)
Detergente Enzimático
Saneantes e Lavanderia Hospitalar.

Dia 02/06

Manhã:
Noções sobre sistema de peticionamento online de Saneantes;
Elaborando uma notificação online de produto saneante de risco 1;

Tarde:
Atualizando uma notificação aceita antes de 20 de agosto de 2009;
Alterando uma notificação online;
Noções sobre o monitoramento das notificações online.
Encerramento

 

Da Assessoria de Imprensa da Agevisa