Fale Conosco

14 de maio de 2012

Agevisa promove capacitação e harmonização de boas práticas de fabricação de produtos para a saúde



A Agência Estadual de Vigilância Sanitária da Paraíba (Agevisa/PB) está promovendo mais um curso de aperfeiçoamento com vistas à melhor prestação de serviços na defesa da saúde da sociedade paraibana. Previsto no Plano de Ação 2012 da Agevisa/PB, o curso foi aberto na manhã desta segunda-feira (14), será encerrado na quinta-feira (17) e tem por objetivo central o aperfeiçoamento dos profissionais ligados às ações de ordem sanitária no que se refere às inspeções de Boas Práticas de Fabricação de Produtos para Saúde determinadas pela Anvisa.

A capacitação se constitui de aula expositiva audiovisual, debates e aulas teórico-práticas relacionadas à área de produtos para a saúde. A palestra principal está sendo proferida pelo engenheiro mecânico, especialista em Engenharia Clínica e Direito Sanitário, José Fernando de Carvalho, que tem oito anos de experiência na área. A capacitação envolve inspetores e dirigentes da própria Agevisa e também inspetores das Vigilâncias Sanitárias (Visas) municipais de Campina Grande e Patos.

Segundo observa o diretor geral da Agevisa/PB, Jailson Vilberto, o Curso de Harmonização de Boas Práticas de Fabricação de Produtos para a Saúde é mais uma das muitas ações de ordem qualitativa desenvolvidas pelo Governo do Estado na área de Vigilância Sanitária com a finalidade de melhor qualificar os profissionais encarregados da inspeção e da regulação das atividades diretamente ligadas à saúde da população.

“O objetivo central desta iniciativa é harmonizar os conhecimentos e a aplicação dos mesmos, por meio de aulas teórico-práticas, nas áreas de produtos para a saúde”, acrescenta Manuella Santos, que responde pela Gerência Técnica de Inspeção e Avaliação de Produtos, Equipamentos e Tecnologias Médicas da Agevisa/PB.

Coordenado pela diretora técnica Helena Teixeira, o curso está sendo realizado no auditório da Agevisa, e contempla em seu conteúdo programático, além das determinações da RDC nº 59, que trata das boas práticas de fabricação de produtos para saúde, noções introdutórias sobre Autorização de Funcionamento Especial (AFE) e sobre normatização dos Procedimentos Operacionais Padrão (POP’s).