João Pessoa
Feed de Notícias

Agevisa inicia combate a cigarros contrabandeados

quarta-feira, 19 de maio de 2010 - 09:37 - Fotos: 

A partir das 14h desta quinta-feira (19) começam na Orla de João Pessoa as primeiras ações educativas da Campanha “Comercializar Cigarros Contrabandeados e Falsificados é Crime”, lançada na última sexta-feira (14).  Os primeiros bairros atendidos serão Cabo Branco e Tambaú. Serão afixados cartazes em pontos estratégicos do comércio na área, em bares, quiosques e barracas.

Na próxima semana, as ações acontecerão em Patos e outros municípios sertanejos, onde também serão distribuídos cartazes sobre a ilegalidade da venda de cigarros contrabandeados. No dia 31 de maio, será a vez de Campina Grande. Todos os funcionários da Casa da Cidadania irão atender ao público usando a camisa da campanha. Um dos principais objetivos é convocar as Secretarias Municipais de Saúde e equipes de Vigilância Sanitária para combater o comércio varejista de cigarros sem as devidas advertências sanitárias e imagens padronizadas obrigatórias.

Camisas da campanha também serão distribuídas nas Vigilâncias Sanitárias Municipais. O diretor técnico de Ciências, Tecnologias Médicas e Correlatos da Agevisa, Jorge Alberto Molina, destacou que é necessário o envolvimento de todas as instituições para que haja controle efetivo e fiscalização eficaz dos cigarros comercializados.

“Essas são algumas das ações educativas previstas na campanha. É preciso que haja o intercâmbio de informações entre essas entidades e o desenvolvimento de ações conjuntas para que possamos proteger a saúde da população paraibana. Pedimos atenção especial do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde da Paraíba (Cosems-PB) para que fortaleçam essa fiscalização e o combate ao contrabando e falsificação do cigarro”, destacou.

A iniciativa é uma parceria entre a Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Gerência de Vigilância Sanitária de João Pessoa (GVS-JP), Secretaria de Estado de Segurança Pública, Secretaria de Estado da Receita, Secretaria de Estado da Saúde, Instituto Nacional do Câncer (Inca), Aliança de Controle do Tabagismo (ACTBR), Procon, Receita Federal, Ministério Público, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Federal.

Da Assessoria de Imprensa da Agevisa