Fale Conosco

2 de outubro de 2013

Agevisa define cronograma de fiscalizações para categorização de bares e restaurantes na Paraíba



A Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa/PB) já definiu o cronograma de fiscalizações para categorização dos bares e restaurantes localizados nos municípios que integram a rota turística do Estado visando à adequação destes aos padrões internacionais em consonância com as exigências da Fifa (Fédération Internationale de Football Association), tendo em vista a demanda prevista para o período da Copa do Mundo de 2014.

Para viabilizar a categorização, a Agevisa/PB vem realizando reuniões com representantes das Visas dos municípios participantes do processo. Encontros já foram realizados com técnicos e inspetores de Bananeiras, Cabedelo, Campina Grande, Conde, Guarabira e Lucena, e outras reuniões serão realizadas com o pessoal de João Pessoa, Bayeux e Santa Rita.

Durante os encontros, segundo a gerente técnica de Alimentos da Agevisa/PB e coordenadora estadual do projeto, Raquel Lima, estão sendo definidas as datas para aplicação do checklist que está disponibilizado no site da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Feitas as fiscalizações, a Vigilância Sanitária apresentará aos estabelecimentos as adequações que devam ser feitas para que eles possam constar da lista a ser divulgada sobre o grupo no qual se encontram.

O projeto de categorização inclui a identificação, nos municípios com vocação turística, dos bares e restaurantes com maior fluxo de clientes. Esses estabelecimentos já foram submetidos a um treinamento; posteriormente a um monitoramento baseado em critérios e regras rígidas de qualidade, e depois a uma inspeção de categorização.

Nessa inspeção de categorização a Vigilância Sanitária irá identificar os pontos positivos e os pontos de melhoramento desses estabelecimentos, que serão categorizados em cinco grupos, do Grupo 1 (onde não sejam observadas falhas críticas) ao Grupo 5”, explicou Jailson Vilberto. Ele acrescentou que os estabelecimentos inspecionados serão classificados, por meio do critério de pontuação, em cinco grupos, sendo os estabelecimentos dos grupos um a quatro classificados como detentores de qualidade sanitária aceitável e os do grupo cinco apontados como de qualidade insatisfatória.

No processo de identificação e monitoramento dos bares e restaurantes serão verificados itens como estrutura física dos estabelecimentos, processo de manipulação dos alimentos, processo de proteção dos trabalhadores e qualidade do serviço prestado à população, que vai desde o reservatório de água até o produto final – o alimento fornecido para a população.

Qualidade e transparência – Focada no campeonato mundial de futebol do próximo ano, a categorização capitaneada pela Fifa e pela Anvisa tem por objetivo classificar os estabelecimentos de alimentação de acordo com o seu grau de segurança, além de ampliar a comunicação e a transparência junto aos consumidores por meio da divulgação da classificação dos bares, lanchonetes e restaurantes previamente inspecionados.

O programa de categorização está fazendo o monitoramento nos Estados que serão sede da Copa do Mundo de 2014. Mesmo não sendo sede da Copa, a Paraíba foi incluída no projeto em razão de sua posição geográfica e graças à luta e empenho do Governo do Estado para inseri-la no processo. Ao todo, segundo dados da Anvisa, 209 estabelecimentos paraibanos serão categorizados, sendo cinco em Bananeiras, nove em Bayeux, 12 em Cabedelo, 61 em Campina Grande, quatro no Conde, quatro em Guarabira, 111 em João Pessoa, dois em Lucena e um em Santa Rita.