Fale Conosco

10 de setembro de 2009

Agevisa amplia o monitoramento e garante segurança alimentar na PB



Inspetores e técnicos da Agência Estadual de Vigilância Sanitária (Agevisa), com o apoio do Laboratório Central do Estado (Lacen), participaram de um treinamento na manhã desta quinta-feira (10) no auditório do órgão, com a finalidade de padronizar os procedimentos de coleta e transporte de amostras dos alimentos monitorados mensalmente na Paraíba, promovendo melhores resultados sobre os testes de qualidade dos produtos consumidos pela população.

Segundo informou o gerente de Alimentos da Agevisa, Flávio Pinto, a partir do treinamento os inspetores das regionais de Vigilância Sanitária de João Pessoa, Campina Grande, Guarabira, Patos e Sousa estão aptos à realização de coleta de amostras dos alimentos vendidos nos supermercados e mercadinhos dos 223 municípios paraibanos, cumprindo assim determinação do Governo do Estado, através da Secretaria Estadual de Saúde (SES).

“Antes, a Agevisa monitorava os alimentos comercializados em 73% dos municípios. Na atual gestão, a meta é cobrir 100% do território paraibano. Para 2010 e 2011 está prevista a inclusão de mais programas de coleta de alimentos, como forma de garantir a segurança alimentar de todos os paraibanos”, disse Flávio Pinto.

Padrão – O diretor técnico do Lacen, Sílvio Ribeiro, acredita que a parceria estabelecida entre os órgãos de saúde proporciona a adoção de um padrão único de coleta e transporte de alimentos, destinado a ampliação dos programas de monitoramento da água, do leite, do sal, frutas e verduras, entre outros produtos.

“A ação de coleta e transporte de amostras realizadas pela Agevisa facilita a análise dos produtos no Lacen. Por isso, são importantes as condições de conservação e identificação dos alimentos, que devem ter recipiente e acondicionamento apropriados, como forma de preservar o sabor, cheiro, consistência, pureza e temperatura”, disse.

Da Assessoria de Imprensa da Agevisa