João Pessoa
Feed de Notícias

Agentes socioeducativos da Fundac são capacitados para uso de sprays defensivos

segunda-feira, 30 de outubro de 2017 - 17:04 - Fotos: 

A Fundação Desenvolvimento da Criança e do Adolescente “Alice de Almeida” (Fundac), a partir de agora, passará a utilizar sprays defensivos nas unidades socioeducativas do Estado. Para manusear o equipamento de segurança de forma correta, os agentes socioeducativos que exercem a função de supervisores dentro da coordenação de segurança da Fundação receberam treinamento específico. A capacitação iniciou na última terça-feira (23), no Centro de Educação da Polícia Militar da Paraíba, em João Pessoa, e foi destinada para 50 pessoas.

O presidente da Fundac, Noaldo Meireles, afirmou que o investimento em tecnologia não letal, com a aquisição dos sprays de baixa letalidade, tem como principal objetivo a prevenção, sobretudo em casos de pequenos atritos que, se não for contida, pode causar danos graves à integridade física de internos e dos agentes. “O uso desses espargidores de extratos vegetais substitui o spray de pimenta, sem os danos diretos e colaterais da pimenta”, disse.

Segundo o tenente-coronel Sergio Fonseca, coordenador de segurança da Fundac, a Fundação está adquirindo o PSI PRO, que é um agente incapacitante da Poly Defensor, no intuito de dar uma resposta efetiva e eficiente, sem causar nenhum dano para a integridade física do socioeducando, até porque essa é uma obrigação constitucional e legal. “A importância deste produto para uso da Fundac é porque ele contém um fator de letalidade muito baixo, fundamental nesse combate dentro das unidades socioeducativas, nas quais temos que proteger não apenas os socioeducandos, mas coibir a ação deles”, explicou o coordenador de segurança da Fundac.

O diretor comercial da Poly Defensor Indústria Química LTDA, Rogério Beltrão, parabenizou a iniciativa da Fundac pela aquisição dos equipamentos destinados à proteção e à garantia da integridade física, tanto dos agentes socioeducativos quanto dos socioeducandos, sem danos à saúde. Ele enfatizou que a Paraíba é o terceiro estado do Brasil a adquirir o equipamento PSI PRO para utilização em unidades socioeducativas, seguindo Sergipe e Distrito Federal.

Fábio Cesar Gonçalves, instrutor de tecnologia da Poly Defensor, especialista em espargidores de extratos vegetais, explicou que o equipamento da empresa é utilizado durante intervenções, e foi desenvolvido para não causar sofrimento além do necessário ao agressor, com a finalidade de cessar a injusta agressão. “O intuito do treinamento é mostrar aos alunos os efeitos que os produtos causam para que saibam dosar na utilização, sem causar danos ou exceder. Sem causar sofrimento além do necessário aos socioeducandos”, acrescentou o instrutor.

 

Para Luiz Antônio, diretor do Lar do Garoto, o curso de Habilitação de Operadores/Multiplicadores em Sprays Incapacitantes não Letais foi extremamente proveitoso. “Como diretor de unidade socioeducativa, vejo que a Fundac tem tido bastante cuidado não só com o interno, mas também, cuidado e zelo por seus colaboradores (agentes socioeducativos). Na condição de aluno, foi muito importante ser voluntário para receber a reprimenda, pois, conhecendo a efetividade do material, saberemos empregá-lo, sem excesso e quando for estritamente necessário. Resumindo, traz uma proteção ao agente, neutraliza qualquer situação de crise e não machucará o adolescente em hipótese alguma!”, disse o diretor.