João Pessoa
Feed de Notícias

Agentes penitenciários são capacitados para intervenção tática e escolta

segunda-feira, 24 de outubro de 2011 - 13:34 - Fotos:  Secom-PB

Vinte e nove agentes penitenciários que passaram nas quatro etapas de seleção iniciaram, nesta segunda-feira (24), o curso de Escolta e Intervenção Tática em Estabelecimentos Penais, que vai preparar recursos humanos para atividade de planejamento, implementação, organização e gerenciamento em práticas penitenciárias.

O curso, que é coordenado pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), está estruturado em 80 horas/aula, com dez disciplinas e um seminário. Ao final das aulas, o aluno deverá desenvolver um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), um dos critérios para receber a certificação. Este trabalho deverá ter como base uma proposta de intervenção para a melhoria do serviço público no seu local de trabalho, ou seja, nas penitenciárias e cadeias públicas.

Para o secretário da Seap, Harrison Targino, o curso demonstra o investimento do Estado no desenvolvimento profissional do sistema prisional: “Veremos efetivamente nosso sistema prisional cada vez mais capacitado, profissionalizado. Esse curso mostra crescimento profissional. Só com aperfeiçoamento é que iremos quebrar o ciclo de violência”.

Targino concluiu a cerimônia destacando a relação de políticas de ressocialização com contenção: “O sistema prisional só fará o seu papel se incluir em sua rotina políticas de ressocialização, e isso o Governo vem realizando através de parcerias que capacitam e qualificam os apenados, mas a ressocialização só terá sentindo com a contenção qualificada, e a contenção está nas mãos dos agentes penitenciários”, disse.

Na aula inaugural, além de representantes da Seap, estiveram o delegado federal Francisco José Martins da Silva, diretor do Presídio Federal de Mossoró, Júlio César, chefe de Segurança do Presídio Federal de Mossoró, e o capitão Carlos Alves, representante do Centro de Educação da Polícia Militar.