João Pessoa
Feed de Notícias

Agentes penitenciários são certificados para Escolta e Intervenção Tática

sexta-feira, 4 de novembro de 2011 - 19:45 - Fotos:  Secom-PB

Reunidos na manhã desta sexta-feira (4), no auditório da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), 22 agentes penitenciários do sistema prisional do Estado receberam o certificado de conclusão do curso de Escolta e Intervenção Tática, que teve como objetivo o aprimoramento de táticas e técnicas de segurança e contenção, escoltas de presos, procedimento de intervenção em estabelecimentos penais e gerenciamento de conflito. Com carga horária de 80 horas, a capacitação integra as ações do Governo na capacitação e qualificação do profissional do sistema prisional.

Os conteúdos foram distribuídos em habilidades, competências a serem desenvolvidas no decorrer de cursos e estágios supervisionados. Foram quatro etapas de seleção. Os 200 inscritos passaram por exames de saúde, provas físicas e de conhecimentos. Desses inscritos, 34 foram aprovados e 24 concluíram o curso, sendo 22 agentes penitenciários e dois policiais militares.

Cleciana de Kássia Araújo, agente penitenciária, considerou o curso válido para o desempenho de suas funções. “É uma ferramenta que vai melhorar o nosso trabalho, que vai nos ajudar a conter certas situações que acontecem no dia-a-dia nas unidades”.

Coordenado pela Seap, por intermédio do Cel. Arnaldo Sobrinho e do Cel. Jorge, o curso foi desenvolvido em parceria com o Departamento Penitenciário Nacional (Depen), que trouxe à Paraíba os melhores instrutores da área.

O instrutor do Depen, Rogério Balcere, destacou a importância do curso para o trabalho dos agentes e lembrou que o sistema não precisa apenas de ferramentas físicas, mas também de recursos humanos. “O sistema penitenciário brasileiro passa por um novo momento, assim como o paraibano, e neste momento precisamos de recursos humanos melhores, capacitados com técnicas e ensinamentos, e tenho certeza que essa turma de agentes penitenciários que se forma hoje desempenha esse trabalho com excelência”.

Para o secretário de Administração Penitenciária, Harrison Targino, o curso faz parte de uma nova política de contenção no sistema prisional paraibano, onde o Governo busca a valorização do profissional através da capacitação e qualificação. “Estamos vivendo um momento de construção de uma nova política de contenção no sistema prisional paraibano, estamos investindo em recursos humanos, chamando aprovados em concurso e oferecendo cursos de qualificação para os que já estão no sistema. Os agentes que aqui se formam são símbolos de uma renovação, a sociedade verá que através de uma contenção devida é possível prevenir a crise, pois prevenir na crise é tão importante como trabalhar na crise”, observou.