Fale Conosco

11 de junho de 2013

Agentes penitenciários apreendem celulares e maconha em operação no Instituto de Psiquiatria Forense



Agentes da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária (Seap) apreenderam vários materiais ilícitos durante uma operação de varredura, mais conhecida como “Pente Fino”, na manhã desta terça-feira (11), nas celas do Instituto de Psiquiatria Forense (IPF), localizado na Avenida Pedro II, no bairro da Torre, em João Pessoa.

Nas dependências da unidade prisional, foram apreendidos uma tesoura, um aparelho celular, três baterias para celular, um cartão de memória, seis carregadores de celular e um aparelho de som usado para esconder materiais ilícitos. Também foi apreendida uma sacola com 20 pacotes de fumo, que estava sendo comercializado por um apenado.

De acordo com a direção do IPF, durante a madrugada os agentes penitenciários de plantão perceberam uma movimentação estranha dentro das celas, no momento em que faziam as rondas de rotina. “Segundo determinação do secretário Wallber Virgolino, qualquer movimentação suspeita ou exaltação por parte dos reeducandos deve ser averiguada. Por essa razão, realizamos nesta manhã a varredura nas celas do instituto”, explicou o diretor Rogério Gominho.

Walber Virgolino afirmou que ações como essas vão continuar acontecendo nas unidades penais de toda a Paraíba. “A Seap seguirá com as operações de segurança nas unidades penais tanto da Capital, como no interior da Paraíba, sem aviso prévio ou data divulgada. Essa ação de hoje no Instituto de Psiquiatria Forense é mais um exemplo do trabalho de moralização do Sistema Penitenciário Estadual. Já existe um cronograma pré-estabelecido pelo nosso setor de inteligência e pela Gerência Executiva do Sistema Penitenciário (Gesipe), que visa garantir a tranquilidade nas unidades”, finalizou.