João Pessoa
Feed de Notícias

Agentes do Roger apreendem material ilícito que seria arremessado para o interior da unidade

terça-feira, 25 de agosto de 2015 - 17:33 - Fotos: 

Os agentes penitenciários da Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, popularmente conhecida como Presídio do Roger, apreenderam, no final da manhã desta terça-feira (25), materiais ilícitos que seriam arremessados por um adolescente para o interior da unidade. Foram 10 celulares, cinco carregadores e aproximadamente 300 gramas de maconha. O adolescente foi encaminhado para a Delegacia da Infância e da Juventude da Capital.

O secretário da Administração Penitenciária, Wagner Dorta, afirmou que estas ações estão acontecendo com uma frequência cada vez maior para a retirada e prevenção de entrada deste tipo de material nas unidades prisionais de todo o Estado, e agradeceu o empenho dos agentes penitenciários paraibanos. “Faço questão de enaltecer a atitude destes guerreiros que trabalham diuturnamente para o melhoramento constante do sistema prisional paraibano, aumentando a disciplina dentro das instituições prisionais e permanecendo atentos para estas possíveis incursões com o objetivo de burlar a segurança e adentrar materiais ilícitos em nossos presídios, demonstrando claramente o comprometimento da equipe que forma o sistema carcerário paraibano, e com isso, contribuindo para a segurança de toda a sociedade”, observou.

Adiante, Dorta acrescentou: “Não vamos abrir mão do disciplinamento e da manutenção da ordem dentro do sistema prisional paraibano. Então, posso adiantar que estas operações terão continuidade em todo o Estado e serão intensificadas e ampliadas de acordo com a necessidade”.

O diretor adjunto do Presídio do Roger, David Efraim, por sua vez, destacou o êxito das operações realizadas na unidade. “Como a Gerência do Sistema Prisional (Gesipe) e a Força Tática Penitenciária (FTPEN) ficaram responsáveis pelas audiências e pelas custódias de apenados, estamos tendo maior êxito com estas ações de combate à entrada de materiais ilícitos, inclusive estamos fazendo rondas internas intensas, evitando a prática destes atos ilícitos” pontuou.

Entenda o caso – O menor foi localizado em atitude suspeita no entorno do presídio por um agente penitenciário que passava pelo local. Ele avisou ao corpo da guarda, que, em parceria com a Polícia Militar, interceptou o menor, impedindo a entrada dos objetos ilícitos no interior da unidade, no horário em que os reclusos do pavilhão 5 estavam no banho de sol. Posteriormente, será aberto um procedimento de investigação para descobrir quais apenados receberiam estes objetos.