Fale Conosco

8 de março de 2010

Agentes do Centro de Reeducação recebem treinamento tático



Os agentes penitenciários do Centro de Reeducação Feminino Maria Júlia Maranhão receberam um treinamento de intervenção tática com uso de algema e bastão policial na rotina do estabelecimento prisional. A iniciativa é uma parceria da Secretaria de Cidadania e Administração Penitenciária do Governo do Estado ( Secap) com a Polícia Militar e deve ser estendida aos demais estabelecimentos prisionais do Estado.

No treinamento, os agentes receberam orientações de como agir em situações extremas de risco, como um ataque surpresa, e a melhor forma de condução das reeducandas às consultas médico-hospitalares e em audiências judiciais.

Segundo o Sargento Batista, que ministrou o curso com equipamento cedido pelo 5º BPM, o objetivo do curso é aperfeiçoar o agente penitenciário para que ele utilize as algemas e os bastões em situações de emergência sem violência. “Esses instrumentos existem apenas para imobilizar. Nossa finalidade é fazer com que o agente seja técnico no assunto, utilizando os instrumentos não para agredir, mas para imobilizar e conter a pessoa que está fora de controle”, disse.

O treinamento tático foi realizado em um espaço dentro complexo de Penitenciárias de Mangabeira. Os grupos foram formados de acordo com as folgas dos agentes penitenciários, nos dias 24 e 25 de fevereiro e nos dias 1 e 4 de março.

A diretora do Centro de Reeducação Feminino, Susana Lima dos Santos, disse que essa é a primeira de outras capacitações que serão disponibilizadas aos agentes penitenciários, especialmente para os convocados na gestão passada e nomeados sem treinamentos específicos como esse. “O nosso objetivo, dentro do que o Governo do Estado tem buscado realizar, é valorizar o funcionário, levantar a auto-estima dos nossos agentes. Assim eles trabalharão melhor e mais motivados”, disse a diretora.
 

Angélica Nunes, da Assessoria de Imprensa da Secap