Fale Conosco

17 de abril de 2015

Aesa registra maior índice pluviométrico em Patos na primeira quinzena de abril



A cidade de Patos, no sertão paraibano, teve o maior índice pluviométrico nesta primeira quinzena de abril. Segundo a Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa) foram registrados 258,9 milímetros de chuva, 66% acima do esperado para o mês inteiro.

As chuvas registradas em Patos, no entanto, não abrangeram as cidades próximas como Santa Luzia e São José de Espinharas, onde foram anotados 80,3mm e 98,1mm, respectivamente. “Isto comprova a previsão anunciada pela Aesa em dezembro do ano passado, de chuvas irregulares em 2015. Chove bem forte em um local e em outro próximo não chove tanto. Esta é uma característica predominante das precipitações na Paraíba: elas não são homogêneas”, explicou a meteorologista Carmen Becker.

Outros cinco municípios tiveram índices pluviométricos acima dos 100 milímetros: Coxixola (147,3mm), Taperoá (138,6mm), Brejo do Cruz (117,3mm), Mato Grosso (115,3mm), Monteiro (109,2mm) e Catolé do Rocha (101,1mm). “Fazemos o acompanhamento das chuvas em todo o Estado com 269 estações de monitoramento e também acompanhamos os níveis de 124 reservatórios. Tivemos chuvas em várias cidades do Cariri e Sertão nesta primeira quinzena, mas infelizmente ainda não foram registradas recargas significativas nos açudes”, informou o presidente da Aesa, João Fernandes da Silva.

Dos 124 açudes monitorados pela Aesa, apenas um está sangrando;      50 estão com capacidade armazenada superior a 20% do volume total; 34 com menos de 20% e 39 em situação crítica, ou seja, menos de 5% do volume total.