Fale Conosco

30 de novembro de 2012

Aesa registra chuvas fracas e aumento da umidade relativa do ar no Sertão



As cidades de Cajazeiras e Taperoá tiveram os maiores índices pluviométricos das últimas 24 horas no sertão paraibano. De acordo com as estações meteorológicas da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa), choveu 13,4 e 10,2 milímetros nestes municípios, respectivamente.

As chuvas passageiras registradas na quinta-feira (29) são consideradas normais nesta época do ano e normalmente não significam aumento no volume dos açudes. “O pequeno aumento da nebulosidade provoca estes fenômenos, mas não é suficiente para melhorar o déficit hídrico da região. Em Cajazeiras, por exemplo, os 13,4 milímetros foram registrados no pluviômetro instalado no açude Lagoa do Arroz, que permanece com menos de 30% de sua capacidade”, explicou a meteorologista Carmem Becker.

Apesar dos índices pluviométricos serem considerados baixos pelos meteorologistas, as chuvas isoladas contribuíram para a melhora da umidade relativa do ar no Sertão. Em Patos, onde já foi registrado 11%, o ponto mais baixo ficou em 30%. Em Sousa, que já chegou a 21%, não ficou abaixo dos 35% nessa quinta-feira.

Temperatura – A previsão para as próximas 24 horas é de nebulosidade variável em todo o Estado, podendo ocorrer chuvas fracas e isoladas. A expectativa é de que o calor diminua na região mais quente. As temperaturas devem ficar mais amenas, com a máxima atingindo os 34ºC.