Fale Conosco

25 de novembro de 2013

Aesa fiscaliza retirada de água do rio Piranhas-Açu e dos açudes Coremas e Mãe d’Água



As barragens Coremas e Mãe d’Água abastecem aproximadamente 500 mil habitantes. Destes, 90 mil são norte-rio-grandenses. Considerando a importância e o baixo nível dos reservatórios (31%), a Agência Nacional de Águas (ANA) determinou a alternância nos dias de irrigação em municípios da Paraíba e do Rio Grande do Norte.

A medida foi anunciada no início do mês passado e, desde então, a Aesa realiza fiscalizações periódicas para garantir o cumprimento da agenda. “Já detectamos a necessidade de lacrar algumas bombas pois certos irrigantes insistem em não obedecer a determinação. Contudo, o mais importante é que a maioria está seguindo as orientações, conscientes de que sem a restrição vai faltar água”, explicou o presidente da Aesa, João Vicente Sobrinho.

Moradores das cidades de Coremas, Pombal, Cajazeirinhas e Paulista, só podem retirar água para atividades como irrigação e piscicultura nas segundas, quartas e sextas-feiras. Já nos municípios de São Bento, Jardim Piranhas (RN) e Jucurutu (RN) a utilização do rio Piranhas-Açu deve ser feita apenas nas terças, quintas-feiras e sábados.