Fale Conosco

7 de junho de 2018

Aesa discute gestão das águas do São Francisco em reunião do Comitê Piancó-Piranhas-Açu no Sertão



Especialistas em recursos hídricos de vários estados do país discutirão a gestão das águas do rio São Francisco durante a 8ª reunião extraordinária do Comitê da bacia hidrográfica Piancó-Piranhas-Açu. O encontro será realizado na tarde desta quinta-feira (7) em São José de Piranhas e terá a participação de diretores da Agência Executiva de Gestão das Águas da Paraíba (Aesa).

O presidente da Aesa, João Fernandes da Silva, debaterá os desafios da regulação e gestão das águas transpostas, com representantes da Agência Nacional de Águas (ANA) e da Companhia de águas e esgotos do Rio Grande do Norte (CAERN). “Apresentaremos o trabalho desenvolvido pelo Governo do Estado para agilizar a chegada das águas vindas pelo eixo leste da transposição para o açude de Boqueirão, as estratégias de gestão desenvolvidas para garantir o abastecimento de Campina Grande e cidades vizinhas; e os desafios que enfrentaremos para garantir que as águas do eixo norte cheguem até as cidades com problemas no fornecimento”, elencou João Fernandes.

De acordo com programação do evento, que se estende até a sexta-feira (8), um representante do Ministério da Integração Nacional explicará o andamento das obras da transposição; um técnico da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) explicará a operação e a manutenção da infraestrutura da Projeto de Integração do Rio São Francisco (Pisf). Já o detalhamento do plano de ação para recuperação dos reservatórios que estão na agenda do projeto será apresentado por um diretor do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS).

PISF – O projeto é composto por dois eixos principais (Leste e Norte), com extensão total de 477 quilômetros – o empreendimento é composto por estruturas como aquedutos, estações de bombeamento, túneis e reservatórios. A integração busca assegurar abastecimento de água a 12 milhões de pessoas, que vivem em 390 municípios dos estados de Pernambuco, Ceará, Rio Grande do Norte e Paraíba.