Fale Conosco

27 de fevereiro de 2012

Aesa apresenta ações do Governo em seminário sobre transposição



Ministro da Integração Fernando Bezerra

Ministro da Integração, Fernando Bezerra

As ações do Governo do Estado no processo de preparação para receber as águas da transposição do Rio São Francisco foram apresentadas durante o seminário “O que fazer quando a água chegar”, realizado nesta segunda-feira (27), em João Pessoa. O evento contou com a presença do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, do senador Cássio Cunha Lima, de prefeitos das áreas afetadas pelas obras e de especialistas em recursos hídricos.

A presidente da Agência Executiva de Gestão das Águas do Estado da Paraíba (Aesa), Ana Maria Torres, apresentou a palestra “Como o Governo age nesta fase preparatória”, representando o secretário de Estado dos Recursos Hídricos, do Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia da Paraíba, João Azevêdo. Segundo ela, o Governo está realizando várias obras: construção de adutoras, coleta de resíduos sólidos, plano de combate à desertificação. “Na área de saneamento, vamos contar com recursos do PAC, com 58 projetos enviados, 11 dos quais estão em fase final de tramitação, como é o caso da cidade de Monteiro, que deve ser uma das primeiras a receber estas obras”, disse.

O ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra Coelho, destacou que 127 municípios paraibanos serão beneficiados pela transposição, melhorando a qualidade de vida de mais de dois milhões de pessoas. “A sociedade brasileira compreende a importância da obra e os nordestinos desejam que ela seja concluída o quanto antes. Estamos trabalhando para garantir a segurança hídrica da Paraíba”, ressaltou, lembrando que um terço da obra já foi concluída e que, até o final de 2014, a transposição do Rio São Francisco estará finalizada.

Já o senador Cássio Cunha Lima destacou a necessidade de união da bancada federal paraibana para cobrar o repasse das verbas necessárias à realização das obras. “Meu partido faz oposição ao governo Dilma em âmbito nacional. Mas nem por isso eu vou ser contra um projeto que vai ajudar o meu Estado. Esta articulação política é fundamental. Precisamos juntar forças pela Paraíba”, afirmou.