Fale Conosco

11 de junho de 2009

Aeroporto de Cajazeiras vai passar por obras de recuperação



O governador José Maranhão vai assinar, nesta sexta-feira (12), a ordem de serviço para o início das obras de recuperação do aeroporto regional de Cajazeiras. A solenidade está prevista para às 15h, no próprio local onde fica o aeroporto, e, na oportunidade, ele vai anunciar que a inauguração acontece até o final desse ano.

Segundo informações do superintendente do Departamento de Estradas e Rodagem – DER, Sólon Alves Diniz, serão aplicados recursos do tesouro estadual no valor de R$ 3.323.014,85, sendo que R$ 2.164.513,71 será aplicado através de licitação, enquanto que o restante administrado pelo próprio órgão estatal.

Sólon Diniz disse que no aeroporto regional de Cajazeiras serão realizados trabalhos de terraplenagem, pavimentação, drenagem, sinalização e recuperação do setor de recepção e hangar, além de pintura.

Em Cajazeiras, o governador deverá ser recebido pelo prefeito Léo Abreu e lideranças políticas do Sertão paraibano. Para garantir a obra, o governador Maranhão encaminhou para Assembléia Legislativa a Lei de Diretrizes Orçamentária (LDO), colocando como uma das prioridades a construção do Aeroporto Regional do Extremo Oeste da Paraíba, consolidando Cajazeiras como sede.

A recuperação do aeroporto de Cajazeiras foi uma reivindicação feita por lideranças políticas à classe empresarial, quando o governador esteve naquela cidade sertaneja para participar do carnaval, em sua primeira viagem após assumir o Governo do Estado.

Durante entrevista a imprensa local, Maranhão recebeu documento assinado por empresários cajazeirenses e da região, quando houve a doação do terreno, facilitando assim o projeto de recuperação do aeroporto.

O governador participará, também, da festa de Santo Antonio, em Bonito de Santa Fé, e em seguida retornará para abertura oficial dos festejos juninos de Cajazeiras, no Xamegão, ao lado do prefeito Léo Abreu, do deputado Jeová Campos e de varias outras lideranças políticas da região.

Cardoso Filho, da Secom