Fale Conosco

8 de setembro de 2009

Advogado Mário Gomes Júnior assume Ouvidoria da Polícia por indicação de Maranhão



O presidente Nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Raimundo César de Britto Aragão, elogiou o governo da Paraíba por haver solicitado da OAB-PB a indicação de um dos seus conselheiros para exercer o cargo de Ouvidor de Polícia. “A iniciativa além de elogiável serve de paradigma para outros Estados, porque as boas idéias devem ser espalhadas e aceitas por quem gosta da democracia”, disse.

Ele se refere à indicação do advogado Mário Gomes de Araújo Júnior, para ouvidoria das Polícias Civil e Militar da Paraíba, com quem teve um contato pessoal e tratou de assuntos de interesse comum durante a Conferência Nacional de Segurança Pública (Conseg), em cujo evento o ouvidor estava na condição de Coordenador da Comissão de Organização
Estadual (COE-PB).

Segundo ele, a ouvidoria é uma importante fonte de diálogo entre o Estado e o cidadão, atividade que deve ser exercida com liberdade e isenção. “É uma demonstração clara da consciência de que o estado não pode existir sem que haja uma interação com o que há de mais soberanos: o povo” assegura.

Lembrou a legitimidade da função por força do próprio trabalho do advogado que é em defesa da sociedade, é responsável pelos direitos de defesa. Daí a explicação do apoio da OAB aos estados e instituições policiais de criam esse link, essa fonte de diálogo entre a atividade policial e a população.