João Pessoa
Feed de Notícias

“Adolescência” é o tema do programa implantado pela Secretaria de Saúde

quinta-feira, 1 de julho de 2010 - 14:25 - Fotos: 
O tema ‘adolescência’ foi amplamente discutido, nesta quinta-feira (1º), no Hotel Xênius, em João Pessoa, durante o Encontro Técnico para Implantação da Caderneta da Saúde do Adolescente. O evento – promovido pela Secretaria de Estado da Saúde (SES) – capacitou profissionais das áreas de saúde e educação de cinco municípios paraibanos para a implantação da caderneta, que acontecerá inicialmente em: Alagoa Nova, Bayeux, Cabedelo, Patos e Rio Tinto.

O critério de seleção para a escolha dos municípios pelo Ministério da Saúde foi à existência do Programa de Saúde na Escola (PSE). Entre os 122 municípios que têm o PSE, a SES escolheu as cidades que tiveram o maior número de adolescentes grávidas, entre 2006 e 2009: Alagoa Nova (699), Bayeux (3.038), Cabedelo (1.741), Patos (3.325) e Rio Tinto (762). A gerente-executiva de Atenção Básica em Saúde da SES, Liana Maria Costa Gomes Lima, falou sobre a intersetorialidade que envolve o assunto. “Na Política de Atenção à Criança e ao Adolescente, o PSE tem muita potencialidade na construção de articulação na rede de atenção ao adolescente”, informou.

A psicóloga da Gerência de Ações Programáticas e Estratégicas da SES, Jaine Ferreira de Araújo, acrescentou que a caderneta é um avanço, fruto de um processo que há muito tempo os setores que lidam com o adolescente estão batalhando. A representante do Ministério da Saúde, a assessora técnica, Ana Luísa Lemos Serra, fez uma explanação sobre as diretrizes nacionais para atenção integral à saúde do adolescente e jovem. As diretrizes surgiram devido à carência de ações específicas para os adolescentes na tentativa de reduzir os casos de maus-tratos, de parto na adolescência, entre outras situações de risco.

Uma das coordenadoras do PSE de Bayeux, Lêda Maria Santos de Assis, destacou que o adolescente ainda não conhece o próprio corpo. “A implantação desta caderneta vai facilitar muito o diálogo com o adolescente, porque também trabalho saúde bucal e sei que a maioria deles não conhece detalhes do corpo”, disse.

A psicóloga Janine Almeida, da Secretaria de Saúde de Cabedelo, frisou que esta faixa etária estava esquecida pelo Ministério da Saúde. “Temos publicações voltadas para a mulher, às gestantes, às crianças e aos idosos, mas faltava algo para o adolescente. Nesta caderneta, eles vão ter, entre outras informações, o cartão de vacinação. Estava na hora do Ministério lançar o olhar para este público”, ressaltou.

Caderneta – A Caderneta de Saúde do Adolescente é um instrumento de cidadania com informações sobre como evitar doenças, mudanças no corpo, além de orientações sobre alimentação saudável, saúde bucal, saúde sexual e saúde reprodutiva. Ela tem duas versões: masculina e feminina.

No documento, existem detalhes sobre esta faixa etária que muitos adolescentes desconhecem, como, por exemplo, que a adolescente pode engravidar mesmo antes de menstruar, porque ocorre a ovulação antes da menarca (1ª menstruação). Nas duas versões, existe o calendário de vacina, lembrando a importância da imunização para evitar doenças.
Foram enviadas pelo Ministério da Saúde para a Paraíba 38 mil publicações que vão ser distribuídas entre os adolescentes dos cinco municípios escolhidos para o início da implantação da ação.

Da Assessoria de Imprensa da SES-PB