Fale Conosco

5 de julho de 2011

Administração Penitenciária da Paraíba recebe carros-cela do Governo Federal



Dentro do plano de modernização dos sistemas penitenciários estaduais, a Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba recebeu dois carros-cela, entre os 88 distribuídos pelo Governo Federal com todos os Estados. Os carros tipo furgão têm capacidade para transportar seis detentos e estão equipados com sistema de câmeras que transmite as imagens para a cabine do veículo.

A entrega ocorreu durante o encontro de secretários e o Ministério da Justiça realizado em São Paulo na sexta-feira (1º). Os 88 veículos foram entregues pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen) no pátio da empresa que fez as adaptações técnicas, na cidade de Tatuí (SP).

O diretor-geral do Depen, Augusto Rossini, disse que o tema penitenciário é fundamental para o Ministério da Justiça: “Não há como se falar em enfrentamento ao crime organizado sem falar do sistema penitenciário”, disse.

Segundo o secretário estadual de Administração Penitenciária, Harrison Targino, a doação reforça o transporte de detentos: “A frota do sistema prisional merece atenção e o governo pretende renová-la. Esses dois veículos ajudarão a diminuir as necessidades de locomoção”, avaliou.

O investimento do Ministério da Justiça é de cerca de R$ 9 milhões e irá auxiliar na padronização do transporte de detentos nos sistemas prisionais estaduais. Além da Paraíba, os estados de Alagoas, Amapá, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima e Sergipe receberam dois veículos-cela, já os estados da Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Pará, Pernambuco, Paraná, Santa Catarina e Tocantins recebem três. Para o Acre, Amazonas, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Rio Grande do Sul serão cedidos quatro carros para cada Estado, enquanto Minas Gerais e Rondônia vão receber cinco veículos-cela cada um. Para São Paulo fora entregues seis.

Durante os dois dias de encontro, os secretários de Administração Penitenciária discutiram os planos de aplicação de recursos em seus estados.