Fale Conosco

29 de julho de 2011

Adesão ao movimento “Ajuda Paraíba” demonstra poder de mobilização da sociedade



A apresentação da Orquestra Sinfônica da Paraíba na noite desta quinta-feira (28), no Cine Bangüê do Espaço Cultural teve um brilho especial. A entrada para prestigiar o concerto foi um quilo de alimento não perecível para a campanha “Abrace Paraíba”, do movimento “Ajuda Paraíba” do Governo do Estado. Os alimentos doados pelo público da Orquestra se somam às 70 toneladas arrecadadas até agora.

Além de alimentos, a campanha também está arrecadando colchões, com um saldo de 750 unidades doadas nos postos fixos e adquiridas com dinheiro da conta da campanha que contabilizou até agora cerca de R$ 5 mil. As doações de roupas somam mais de 12 mil peças. A meta é atingir até a próxima sexta-feira (5) 100 toneladas de alimentos.

Para Luciana Leal que coordena o recebimento das doações da campanha pela Secretaria de Estado do Desenvolvimento Humano (SEDH), o empenho da sociedade tem sido fundamental. “As pessoas estão mais conscientes em fazer doação. No Cine Bangüê a gente pediu só um quilo de alimento, mas as pessoas trouxeram bem mais. Alguns esqueceram e outros não sabiam que deveria levar o alimento, mas ficaram de deixar depois em um dos postos fixos da gente”, disse ela. O Governo Federal destinou também como medida emergencial 10 mil cestas que estão sendo distribuídas.

Doação Ministério da Agricultura – O superintendente do Ministério da Agricultura na Paraíba, Hermes Ferreira Barbosa, foi pessoalmente ao galpão da Companhia de Abastecimento de Alimentos (Conab), onde todo o material está ficando armazenado, fazer a doação de seis quilos de arroz. “Estamos doando arroz que foi apreendido em fiscalizações. Parte deste produto estava sendo comercializada com informações na embalagem que divergia com o produto. Mas, fizemos o teste de qualidade no arroz e ele está próprio para o consumo humano”, frisou.

Triagem – Todo o material arrecadado com as doações fica alojado na Conab, onde a equipe da SEDH montou um verdadeiro mutirão e passa o dia inteiro fazendo a triagem do material. Os produtos separados são repassados para a Defesa Civil do Estado, que também está no local, e monta as cestas de 24 quilos. Homens da Polícia Militar e Exército também estão participando da força tarefa para separar alimentos, montar e distribuir as cestas.

O material segue diariamente para os municípios que foram atingidos por enchentes. Até agora os alimentos foram entregues nas localidades que apresentaram a comprovação de dano junto à Defesa Civil, documento essencial para que as vítimas das chuvas possam receber as doações. Os municípios beneficiados são: Mulungu, Salgado de São Félix, São José dos Ramos, Lucena e Bayeux.

Nesta sexta-feira (29) as cestas estão sendo entregues nos municípios de Rio Tinto, Lagoa Seca, Sobrado, São Sebastião de Lagoa de Roça e Pilar. No sábado (30), será a vez de Pocinhos e Ingá.

Postos para doação – Os postos para doação de alimentos estão nas Casas da Cidadania, Espaço Cultural, Emater, PBtur, Batalhões da Polícia Militar, Associação dos Plantadores de Cana (Asplan) e igrejas. O Banco do Brasil também destinou a conta 100.000-4 agência: 1618-7 para as doações em dinheiro.