Fale Conosco

15 de maio de 2009

Ações preventivas evitariam danos de



Os engenheiros da Secretaria Nacional de Defesa Civil, Eduardo Buani Santos e Elísio Eustáquio da Silva, que fiscalizaram esta semana as obras de reconstrução executadas pelo Governo do Estado em Alagoa Grande, orçadas em R$ 7,7 milhões conforme previsto no Convênio 319/2004, disseram que com medidas de manutenção e monitoramento poderiam ter sido evitados ou minimizados os danos causados pelo rompimento da barragem de Camará.

Eduardo Buani Santos informou, durante visita à sede da Defesa Civil Estadual nesta sexta-feira (15), que foram vistoriados vários itens como pontes, estradas vicinais e construção de casas. “Todos os itens vistoriados até agora estão concluídos sob o ponto de vista técnico. A nossa vistoria não terminou e no dia 15 de junho estaremos retornando a Paraíba para concluí-la”, adiantou.

Com relação ao rompimento da barragem, Buani comentou que cuidados com a manutenção e acompanhamento das condições do reservatório resultariam em uma melhor previsão de risco em Camará e, mesmo que acontecesse o rompimento, os efeitos dos danos seriam minimizados.

Medidas preventivas – Já o engenheiro Elísio Eustáquio da Silva avaliou como positivas as medidas preventivas adotadas atualmente pelo Governo do Estado para evitar que desastres como o rompimento da barragem Camará se repitam. Lembrou que a prevenção é melhor do que a reconstrução, a recuperação e o socorro a uma comunidade atingida. Disse que tem acompanhado as ações da Defesa Civil da Paraíba e, na sua opinião, vem realizando um adequado trabalho preventivo.

“Inclusive, agora, tive conhecimento que a barragem de Acauã está sendo monitorada. Também soubemos que está sendo providenciado o extravasamento do excedente de sua capacidade de armazenamento de água. São medidas necessárias e importantíssimas para prevenir um desastre e uma situação de emergência que possa atingir as cidades vizinhas, além de preservar a integridade das populações residentes em áreas de risco”, concluiu.

Os técnicos da Secretaria Nacional de Defesa Civil foram recebidos pelo secretário executivo de Infraestrutura, Francisco Carlos Firmino de Souza, e pelo coronel Sinval Pinheiro, coordenador da Defesa Civil Estadual.